Zagueiro da Base alvinegra Francis Obidikwa acompanha estreia da Nigéria na Copa das Confederações

Atleta, que tem dupla nacionalidade, sonha um dia em defender a seleção africana

A Copa das Confederações começa neste sábado e um integrante do elenco SUB-20 da Ponte Preta, o zagueiro Francis Obidikwa, irá viver um momento muito especial na carreira e na vida pessoal graças à competição: o defensor vai acompanhar a estreia da seleção da Nigéria na competição, na segunda-feira (17), contra o Taiti – no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte. O jovem atleta possui dupla nacionalidade: a mãe é brasileira e o pai, nigeriano.

"Será um momento único e inesquecível pra mim. Estou ansioso para que chegue a hora de estar próximo deles e ter contato direto com um pouco da minha história. Vai ser inesquecível e agradeço a todos que puderam proporcionar este momento, em especial à Ponte Preta, que me proporcionou dar sequência ao meu sonho de ser atleta de futebol", destaca Obidikwa, que sonha em um dia atuar pela seleção africana e conhecer a Nigéria.

Por que, então, o defensor iniciou sua carreira em solo brasileiro e não na África? Obidikwa afirma que alguns aspectos foram fundamentais para sua decisão, apesar de destacar semelhanças entre a prática deste esporte nos dois países. "Lá e aqui há muitas semelhanças na prática do futebol e gosto muito de ver a alegria, habilidade e irreverência com a bola nos pés. No entanto optei pelo Brasil por conta das questões sociais da Nigéria, que não eram favoráveis, principalmente, para o sustento da minha família", finaliza.

Antes de embarcar para a capital de Minas Gerais, Francis irá defender a Ponte Preta diante do Mogi Mirim, neste domingo (16) às 15 horas, no estádio Alfredo Chiavegato, em Jaguariúna, pela sexta rodada do Campeonato Paulista Sub-20. A Macaca ocupa a vice-liderança do grupo 3 com nove pontos conquistados em quatro jogos realizados.

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS