Yuri comemora primeiro gol como profissional da Ponte, agradece oportunidade e mostra confiança para brilhar na carreira de atleta

 

Fotos: PontePress/RodrigoCeregatti e FábioLeoni

O último treino da Ponte antes de enfrentar o Palmeiras, nessa quarta-feira (29), acontece na tarde desta terça-feira (28) e quem tem mostrando seu talento, não só nos treinos, como também nos jogos é o atacante Yuri. O jovem de 18 anos fez o seu primeiro gol como profissional da Macaca contra o São Bento, na última rodada, e comemorou muito.

 

“Foi uma experiência sensacional. Todo jogador, independentemente da posição, sonha em fazer gol como profissional. Nós, como atacantes, ainda mais. Temos sede de fazer gol e esse que fiz foi o meu primeiro passo na carreira”, destaca o jogador, que ressalta os treinamentos realizados para que esse momento aconteça.

 

“Somos treinados para isso. Todos os dias nós nos prepararmos para jogos como esses. Independentemente a equipe adversária, seja um time considerado grande, ou menor, não importa, somos treinados para sermos decisivos e foi o que aconteceu domingo. Ajudei a equipe a sair com a vitória e classificação. Foi ótimo”, avalia o jogador, que conta sobre suas características.

 

“No decorrer do tempo eu fui adquirindo muita força, bastante altura e isso se tornou uma característica, de brigar no alto e em baixo. Nós jogadores temos que usar tudo que for possível para melhorar nosso empenho, nossa qualidade e tenho usado isso. Vou continuar usando até onde der”, explica.

 

E a vida de artilheiro de Yuri não é de agora. Em 2015, Yuri foi o artilheiro da Ponte no Campeonato Paulista SUB 17, com 16 gols e subiu de categoria. Ano passado foram mais 16 gols e o terceiro lugar geral na artilharia do Paulista SUB 20. E nessa atual temporada, na Copa São Paulo de Futebol Junior anotou nove gols em seis jogos.

 

“Graças a Deus tive excelentes atuações na Copinha, onde começou tudo. Foi mais um passo na minha carreira e pude vir para o profissional. Aqui a diretoria, a comissão e os atletas nos receberam muito bem. Nós que subimos nos sentimos muito a vontade, super traquilos, como se fosse nosso dia a dia normal. Com isso fomos nos adaptando muito bem e nós jovens estamos sendo usados, atuando bem e sendo importantes nesses últimos jogos pela equipe da Ponte Preta”, reforça o atacante, que agradece os técnico que teve até o momento.

“Aqui na Ponte Preta, desde a época da base, até agora eu tenho que agradecer muito a Deus, porque tenho sido bem servido de treinadores. Todos que paguei são excelentes profissionais. Sempre me deram oportunidade, foram próximos a mim e tenho muito a agradecer ao Brigatti, por ter me concedido essa confiança. Minha estreia foi contra o Novorizontino, em uma partida que estava 2 a 0 para o adversário e não é qualquer um que estreia um jogador da base, com a equipe perdendo de dois gols de diferença. Só tenho a agradecer a confiança que ele deu a mim”, enaltece o jovem.

 

E apesar da comemoração pelo gol feito, Yuri sabe que a concorrência no ataque alvinegro é pesada. O time conta com os dois artilheiros do Campeonato Paulista, Pottker e Lucca, ambos com seis gols. “É bom para criarmos metas. É uma disputa saudável. Tenho aprendido muito com o Pottker, com o Lucca, são dois jogadores excelentes, experientes e que têm faro de gol. E é isso que preciso para a minha carreira. É minha meta sempre fazer vários gols e quero aprender ainda mais com eles”, afirma Yuri, que revelou ter como ídolo atual o atacante polonês Lewandovski, do Bayern de Munique.

 

Sobre o confronto contra o Palmeiras, o atleta aposta em um time guerreiro na quarta-feira (29). “Eu espero um time com a cara da Ponte. Um time com raça, com sabedoria, empenho e excelente técnica. Um time que vá para cima independentemente do adversário, pois sabemos da bela equipe que o Palmeiras é. Mas deixando isso de lado, vamos para cima, com tudo, pois vamos jogar em casa e temos que ter nossa personalidade”, completa.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS