Relacionados para a partida da Copa do Brasil, Yago e Artur querem mostrar valor com a camisa da Macaca

Recém chegados ao Majestoso, o zagueiro Yago e o lateral Artur já seguiram na noite de ontem com a Macaca para a Paraíba, onde o time joga na noite de quarta contra o Campinense, pela Copa do Brasil. O zagueiro Yago, que veio do Corinthians, afirma estar motivado para ajudar a equipe em busca de voos mais altos do que os conquistados ano passado. 

“Eu chego motivado. A Ponte é um grande clube, sei da tradição da equipe, sempre disputando títulos, e isso me motivou bastante.  E eu chego bem animado para ajudar nos campeonatos no decorrer do ano. Quando soube da oportunidade não pensei duas vezes em vir. Já conheço alguns jogadores e sei da qualidade deles. E vamos brigar por todos os campeonatos que vamos disputar”, afirma. 

O atleta faz uma rápida analise do seu ano anterior e se coloca a disposição do treinador Felipe Moreira. “O ano passado começou bem pra mim e infelizmente tive três lesões, isso atrapalhou. Mas espero nesse ano ter mais oportunidades e estou feliz de estar aqui. Antes de vir, analisei o plantel, tem muitos jogadores de qualidade. Temos tudo para fazer um excelente ano e disputar títulos. Se precisar estou totalmente a disposição para ajudar, pois  vinha treinando forte”, explica.

Já o lateral Artur também afirma ter recebido boas referências da equipe e da torcida da Ponte. O atleta afirma estar ansioso para trabalhar bastante e conquistar seu espaço na equipe.  “Estou bastante motivado e feliz por vestir essa camisa e ansioso para entrar em campo e ajudar os meus companheiros. E, com muito trabalho, conquistar meu espaço. Conversei com o Fernando Bob, tive boas referências, vim de olho fechado: a Ponte é um grande clube e tem uma torcida apaixonada. Vou buscar dar o máximo para dar alegria para essa torcida. Grandes jogadores vestiram essa camisa e fizeram história, e eu espero fazer a minha aqui também”, afirma.

 

Artur diz estar pronto para quarta se o técnico Felipe Moreira precisar e elogia o desempenho da equipe contra a Ferroviária.  “Fiz toda a pré-temporada lá com o Internacional, por isso estou pronto.  A Ponte  jogou bem na estreia. No primeiro tempo tomamos um gol, depois a equipe impôs seu ritmo de jogo. Ficamos em cima, empatamos e no segundo viramos e poderíamos ter feito mais. O ritmo de jogo e entrosamento vem com as partidas ao longo do campeonato”, analisa. 

O jogador diz ainda que a torcida pode esperar muita entrega em campo para a Ponte sair com a vitória. “Podem esperar de mim bastante vontade, garra e sede pela vitória. Minha primeira função é marcar, e também apoio o ataque, tento fazer os meus gols. A gente tenta equilibrar as duas coisas”, finaliza. 

(fotos:PontePress/RodrigoCeregatti)

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS