No futebol não existe mais surpresa. Não é porque a equipe não é tão conhecida. A gente sabe que o jogador dentro de campo vai querer surpreender, dar o seu melhor, até porque vai estar jogando contra uma equipe de São Paulo, que tem maior visibilidade. Andei conversando com o Ricardinho que hoje está no Ceará, ele falou que é uma equipe que vem com muita disposição para atacar. A gente tem que estar ligado sobre isso. E aproveitar a oportunidade que está sendo dada para a gente. Apesar da equipe estar vindo muito bem, a gente sempre tem que cavar um lugarzinho pelo menos no banco de reservas, estar ali brigando, esperando uma brecha para quando aparecer uma oportunidade, corresponder. 
 
Não lembro da última vez que fui titular. Lembro da última partida que eu fiz jogando. Contra o Cruzeiro na 33º partida do Brasileiro quando o Baraka foi suspenso. A expectativa é sempre a melhor possível. É como eu falei, não é porque não estou jogando que não trabalho como se não tivesse. Trabalho como se estivesse sendo titular, durante todos os jogos e todas as competições. E aproveitar a oportunidade que está sendo dada. 
 
O pensamento é sempre a vitória. Lógico que há essa possibilidade de fazer dois gols e eliminar a partida de volta. Mas a gente sabe que a dificuldade vai ser muito grande. Jogando no campo do adversário. Não conhecemos o campo, não conhecemos a equipe. Sabemos que a Copa do Brasil é uma competição complicada, ainda mais quando se joga fora de casa. Há essa possibilidade, o pensamento é sempre ganhar, Agora se vamos eliminar o jogo de volta vai ser o que a gente vai apresentar lá durante o jogo. 
 
Com certeza. O pensamento é sempre esse. A gente vem batalhando dia a dia, todos nós jogadores que vamos jogar essa partida, a gente vem respeitando a escolha do Guto. Todos aqui estão preparados, capacitados, e quando tiver a oportunidade, corresponder da maneira que o pessoal vem correspondendo. É aproveitar a oportunidade. É um jogo interessante, apesar de estar todo mundo sem jogar, apesar do entrosamento vir no dia a dia, com certeza dentro de campo na hora do jogo vamos conseguir superar as dificuldades. 
 
É uma equipe que se não me engano eliminou o Bahia né, em Pituaçu. Uma equipe que lá no Nordeste vem dificultando para os grandes. Tem uma participação até que boa na Copa do Nordeste. Jogando nos domínios deles, onde a gente não conhece o campo não conhece a equipe, a tendência é que por ser uma equipe nordestina, deve atacar a todo instante. Temos que estar preparados para as chances que vamos ter.
 
Apareceu antes do Campeonato Paulista. Mas eu optei por ficar. Optei por lutar pelo meu espaço. Tenho contrato até o final do ano. E pretendo cumpri-lo. Deus tem algo grande por mim e por isso me trouxe aqui. Houve mais de uma proposta. Mas para jogar estaduais. Eu tenho uma história bonita aqui na Ponte Preta. Participei do grupo do acesso, tivemos um ano passado muito bom, esse ano inicia muito bom também apesar de não estar jogando mas fazer parte do grupo. Tenho contrato e pretendo cumpri-lo. 

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS