Ponte treina na manhã desta quarta-feira (18) e Wendel ressalta importância da pré-temporada

 

Foto: PontePress/FábioLeoni

O elenco da Ponte Preta faz mais um treino físico na manhã desta quarta-feira (18), nesse período em que os trabalhos ainda fazem parte da pré-temporada. Para o volante Wendel, essa preparação no início de ano é fundamental.

 

“Esse é o momento da temporada em que você não só se prepara para as competições, mas sim onde você adquire a parte física, técnica, combate lesões e isso é muito importante. Todos estão fazendo o que é determinado pela comissão técnica e esperamos que tendo essa base ganhemos frutos ao longo da temporada”, afirma o meio-campista, que aos 34 anos, sabe da importância dos treinamentos na vida do jogador.

 

“A experiência se adquire ao longo da carreira e hoje tenho a certeza e convicção que uma boa pré-temporada – claro que não dá a certeza de um bom ano e de uma boa campanha – é primordial. Ajuda muito a conhecer seus companheiros, previne lesões, fortalece o corpo e tenho certeza que, se cada jogador se dedicar bastante durante a pré-temporada, ao longo da competição vai sempre estar em forma para ajudar a equipe”, reforça.

 

Wendel também revela que esse tipo de trabalho evoluiu muito ao longo dos anos. “Mudou bastante. Lá atrás, no meu início de carreira, era uma semana dedicada a parte física. E hoje nós vemos essa parte juntamente usando-se muito a bola. É muito trabalho técnico, tático e antigamente isso não existia. Nós vemos a evolução do futebol, da preparação e o ganho que os atletas tem nesse sentido. O jogador sempre gosta de estar com a bola no pé e isso é bacana porque não fica aquela coisa chata de correr 30 minutos, dar cinco ou dez voltas no campo e como mudou eu tenho certeza que isso trouxe mais alegria aos jogadores, com esse período já de treinos com bola”, ressalta o volante, que destaca que a Ponte vem forte para 2017.

 

“A Ponte conseguiu manter grande parte do elenco da temporada passada, que vejo ter sido muito proveitosa, quebrando recorde nos pontos corridos e fazendo a melhor campanha da Ponte em Brasileiros. Terminamos com 53 pontos, em oitavo lugar e isso mostra que o trabalho foi bem realizado no segundo semestre. Sinto que esses jogadores que chegaram são bem centrados, ajudam bastante no dia-a-dia e espero que possam se adaptar o mais rápido possível ao nosso sistema. Diria que cada clube tem o seu método e espero que eles se adaptem ao da Ponte Preta para que possam nos ajudar ao longo de 2017”, completa.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS