Ponte treina nesta tarde e Wellington Paulista lamenta expulsão na estreia

 

Crédito obrigatório para reprodução da imagem:

PontePress/GuilhermeDorigatti

 

A equipe da Ponte Preta vai realizar treinamento técnico na tarde dessa terça-feira (02) no estádio Moisés Lucarelli e está será a última atividade do elenco antes de encarar o Santos na próxima quarta pela segunda rodada do Campeonato Paulista. Logo após o término do treino, os comandados de Vinícius Eutrópio irão para a concentração.

Quem não estará entre os relacionados é o atacante Wellington Paulista. O camisa 9 foi expulso diante do Oeste na estreia do estadual e lamenta ter recebido este cartão vermelho. "Eu quero pedir desculpas para o torcedor. Logicamente eu não queria ter sido expulso, mas meu jeito de jogar é esse com muita raça e determinação. O mais errado nisso tudo foi o amarelo que eu levei pedindo um pênalti que o juiz não deu, quando eu fui puxado e não consegui chutar direito. No final do jogo já estava um pouco sem forças, fui dar um carrinho para pegar a bola e acabei acertando o adversário. Não foi só a torcida que ficou na bronca comigo não, meu pai, minha mãe, meus irmãos, meu assessor, todo mundo me deu bronca e eu sei que preciso corrigir algumas situações em campo como essa de ficar falando com a arbitragem”, diz Wellington Paulista.

Para o jogador, a atuação da equipe neste primeiro jogo não pode ser considerada de todo o ruim e foi prejudicada pelo gol sofrido de bola parada. "Estávamos conseguindo controlar o jogo, mantendo o time deles no campo de defesa e criando algumas chances. Logo tomamos o gol de bola de parada e isso acabou fazendo que a gente saísse mais do nosso campo, cedendo o contra ataque, o que é normal no futebol, e acabamos levando outro gol”, analisa Wellington Paulista, que também acredita na melhora do time com o tempo na busca pelo objetivo de ser campeão.

"É início de temporada e toda reformulação de grupo, com jogadores novos e com menos de um mês de trabalho, demora um tempo para encaixar. O campeonato é longo e ainda tem muitos jogos para disputar. Não podemos nos esquecer que entramos para brigar pelo título e não é por um jogo que vamos deixar de almejar isso para a Ponte Preta. Não fomos tão mal como estão falando e não podemos abaixar a cabeça."

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS