Perto de completar 700 jogos na carreira e autor de um dos gols no triunfo contra o Vitória, Wendel quer mais três pontos contra o Santa Cruz

       Crédito obrigatório para reprodução:
       PontePress/FabioLeoni


 

A torcida compareceu e empurrou a Macaca para uma importante vitória na última quinta-feira. Mesmo com chuva e com o campo pesado a Ponte entrou concentrada para dar um fim no jejum de vitórias. O volante Wendel, autor de um dos gols comenta sobre a conquista dos três pontos.

“A chuva dificultou para as duas equipes. Jogo muito truncado e de muito contato. A equipe soube ler a partida e conseguimos um resultado muito importante. A equipe não estava conseguindo os resultados. É normal oscilar em um campeonato tão longo. Tirando os primeiros colocados, toda equipe oscilou durante o torneio. Sai um peso da costas com essa vitória e isso nos credencia para fazer um bom jogo no próximo domingo e quem sabe entrar na briga pelo sexto lugar que dá a vaga para a Libertadores”, explica.

Wendel afirma que de ponto a ponto a Ponte vai brigar até o final do campeonato. “O primeiro objetivo é fazer os 46 pontos para não ter o risco do rebaixamento. Após isso é buscar objetivos maiores. Vamos ponto a ponto, jogo a jogo. A confiança aumenta com a vitória. A torcida vem junto com o time. E quieto vamos fazendo o nosso trabalho, sem chamar atenção”.

O volante está perto de uma marca importante na carreira: em três rodadas, provavelmente contra o Sport, completará 700 partidas como profissional. O atleta fala sobre este momento. “Serão 700 jogos em breve e é uma marca interessante, um marco na minha carreira. Me deixa orgulhoso. Não são muitos jogadores que atingem essa marca. Eu fiquei ansioso com a marca de 80 gols na carreira e essa marca de 700 jogos chegando é uma sensação de dever cumprido. Nada veio fácil, nada aconteceu por acaso. Sempre jogando em grandes equipes”, finaliza.

 

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS