Vitória vale o acesso: Ponte enfrenta Bragantino fora de casa e pode consolidar a volta à Série A do Brasileiro; técnico Guto Ferreira, suspenso, espera que a Macaca consolide o “principal objetivo do ano”

 

Crédito obrigatório para reprodução da imagem: PontePress/Victor Hafner

 

A Ponte Preta está a uma vitória de voltar a Série A do Campeonato Brasileiro. Para que isso aconteça, a equipe tem a chance de concretizar a conquista neste sábado (08), em Bragança Paulista. A Macaca enfrenta o Bragantino, no estádio Nabi Abi Chedid, às 16h20, em partida válida pela 34ª Rodada do Brasileiro Série B e se vencer estará matematicamente garantida na elite do futebol. Para este jogo, o técnico Guto Ferreira continua sem contar com Adrianinho e Élton, machucados, mas tem a volta de Fernando Bob, que se recuperou de dores musculares na panturrilha, e de Rodinei, que estava suspenso na última rodada.

 Em contrapartida, o próprio treinador é desfalque, já que foi punido com um jogo de suspensão por conta da expulsão diante do Avaí. O técnico diz estar tranquilo diante da situação. “O momento é muito bom também e você tem que trabalhar e, já disse em relação ao jogo do Vasco, ninguém é insubstituível. E tivemos um bom resultado lá. Aconteceu de eu ficar de fora de novo, mas vamos trabalhar da melhor maneira possível”, diz Guto, que revela até ter previsto a situação. 

“Por isso fiz alguns exercícios de me afastar um pouco mais, às sextas-feiras eu até saio um pouco do campo. Para os atletas não cansarem muito de mim (rs). Isso eu aprendi com o Tite. Não é só cansar do treinador, mas também da quantidade de informações. Tem que ter um tempo para o cara também dar uma refletida e ele poder assentar. E não ficar ouvindo a voz do treinador o tempo todo batendo na cabeça deles. Mas mesmo assim às vezes damos uma palhinha sobre algumas situações. Um papo mais cabeça antes do início do treino e parei com o nível de exigência e deixei para os auxiliares”, explica o treinador.

Guto Ferreira também procura mensurar o que representa a conquista do acesso, caso venha já nesta rodada, mas ressalta que o trabalho vai além disso, e faz um alerta sobre as dificuldades do jogo contra o rival deste fim de semana. 

 “Se conquistarmos o acesso, vai ter o momento de comemorar sim, pois foi um objetivo alcançado. Mas não é o objetivo final. É o principal objetivo do ano: o acesso. Só que daí a partir de terça-feira, quando retornarmos, a cabeça já tem que estar focada na sequência da competição. E tem que chegar aqui inteiro para treinar bem. Só que não adianta falar isso agora. Temos que respeitar a equipe do Bragantino, que foi uma das mais difíceis que enfrentamos no primeiro turno. Temos que jogar muito futebol”, enfatiza.

O treinador aponta o que tem observado do time do Bragantino e o que fez em relação ao seu time para essa partida. “A equipe do Bragantino, embora neste momento não seja tão alta, ainda assim dentro de casa tem a característica e tem jogadores que usam o jogo aéreo. Não sabemos como eles vão entrar, qual a formação, porque temos uma ideia, mas não a definitiva do que será colocado dentro de campo: podemos subir a estatura do time, é importante por conta de um time que tem a tradição de um jogo aéreo muito forte. Nossa equipe tem uma vivência de não ter 11 titulares, o que nós fazemos é mexer na equipe respeitando o momento de cada um”, completa Guto.

Quem não puder ir à Bragança Paulista pode acompanhar o jogo no Première FC. Pelo rádio, as opções são: FM 99,1 e AM870 e 1170. Outra opção, pela internet, é a webrádio Macaca Reunida.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS