Treinador Jorginho elogia apoio do torcedor e enfatiza: temos um turno inteiro pela frente e podemos dar uma reviravolta

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/DJotaCarvalho

 

A derrota para o Internacional na noite de ontem manteve a Ponte Preta na zona de rebaixamento e em uma situação difícil, mas o técnico Jorginho acredita piamente em uma recuperação. O treinador agradece o apoio do torcedor durante os jogos, em especial o da noite de sábado e destaca que o time tem condições, sim, de se recuperar.

 

“Ainda temos condição, temos um turno todo e podemos dar essa reviravolta. Eu e o elenco acreditamos nisso e o torcedor também pode acreditar e continuar nos ajudando. Nós agradecemos aos torcedores porque o apoio deles ontem foi impressionante. Eles viram que a equipe estava jogando bem, batalhando e se impondo, e empurraram mais. Fizemos o gol e tivemos várias outras oportunidades”, diz o treinador.

 

Quanto aos protestos ocorridos após o jogo, Jorginho dá razão à torcida. “Depois, quando as coisas não saíram como o planejado, é comum a crítica vir. Nenhum torcedor está feliz com a situação, assim como nenhum de nós. O que eu digo é que não vai faltar empenho para que a gente saia dessa situação”, afirma o treinador, que também não deixa de assumir a responsabilidade pela derrota, mas enfatiza que é possível a Macaca subir na tabela .

 

 “Aqueles que passaram aqui tiveram a sua parcela, mas hoje eu sou o treinador, sou eu que escalo e substituo, eu determino o esquema tático, então tenho sim a culpa daquilo que está acontecendo. No entanto não vou desistir, vou continuar trabalhando. Ainda temos 60 pontos para disputar e vemos equipes como Atlético Paranaense e Criciúma que estavam muito mal e de repente subiram na tabela. Nós podemos fazer isso também”, garante Jorginho.

 

O treinador faz uma análise sobre a atuação do time na partida de ontem. “Tivemos um jogo com dois tempos distintos. O primeiro foi bom para nossa equipe e mantivemos a posse de bola, não deixamos de correr. Tomamos um gol de bola parada quando estávamos melhores e isso nos abateu muito.  A saída do Leonardo foi extremamente decisiva, ele estava fazendo a bola girar com tranquilidade e ajudando o William a abrir espaços fazendo o pivô. Já o segundo tempo foi totalmente diferente e o Internacional prevaleceu. O Dunga vem fazendo um bom trabalho e o elenco deles é muito qualificado”, finaliza.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS