Eduardo Baptista afirma que o momento é de unir time e torcida para retomar o caminho das vitórias

Foto:PontePress

O Campeonato de pontos corridos premia ao final a equipe mais regular, mas em um torneio tão extenso como o Brasileiro a oscilação durante a competição atinge quase todas as equipes. A palavra chave é equilíbrio e é isso que a Macaca vai buscar nas próximas duas partidas no Majestoso, contra Vitória e Santa Cruz – ambas com a promoção Futebol Sustentável: para cada uma são cinco mil ingressos na arquibancada central que podem ser adquiridos trocando-se duas garrafas PET por ingresso no estádio (as trocas se iniciaram ontem, dia 10, e continuam nesta terça).

O técnico Eduardo Baptista fala  sobre o momento da equipe e ressalta que os jogadores estão cientes da necessidade de recuperação imediata no campeonato, a começar por estes próximos dois jogos no Moisés Lucarelli, para o qual espera presença maciça do torcedor apoiando a Macaca. “A Ponte Preta vive um momento delicado na competição, de oscilação. Contra o Cruzeiro, principalmente no segundo tempo, a equipe foi muito apática, muito abaixo do que pensamos e sabemos disso.  Mas como treinador e como torcedor da Ponte Preta, quero pedir pra torcida que nós apoie nesses dois jogos que são partidas que definem a nossa primeira meta, a manutenção na Série A, que é importante para um time como o nosso poder aumentar o orçamento e ficar mais forte para o ano que vem e, uma vez conquistada esta meta, podermos ver onde conseguimos chegar no Brasileiro deste ano e conquistarmos algo mais”, diz.

O treinador enfatiza que a presença do pontepretano é fundamental nestas duas partidas no Majestoso, na quinta e no domingo. “O momento é de estarmos juntos. A própria ação da diretoria, com a promoção de ingressos e garrafas PET, casou bem com esse momento. É a chance do torcedor ir para campo e apoiar o time. Todos nós estamos cientes que não vivemos uma boa fase, cobranças internas foram feitas entre nós da comissão e jogadores. Mas vale lembrar que na mesma rodada do primeiro turno estávamos numa situação até pior, porque não tínhamos elenco que temos hoje, porém saímos de um quatro a zero e conquistamos 11 pontos de doze possíveis”, relembra.

Ele explica que o foco agora não são 11 pontos, mas sim os seis dos próximos dois jogos, fundamentais para a campanha. “Estou aqui pedindo para o torcedor vir nos apoiar e guardar a crítica para depois do domingo, se não conquistarmos os seis pontos. Qualquer crítica que o torcedor tenha com certeza bate com nosso pensamento, pois sabemos que ficamos aquém na última partida, mas agora a hora é de nos unir, de estarmos juntos para buscarmos os seis pontos e aí, com a primeira meta conquistada, teremos sete rodadas pra ir atrás de conquistar algo mais”, diz.

O treinador pensa em possíveis alterações para esta quinta. “Algumas mudanças pontuais serão realizadas, pois entendemos que é necessário, mas é inviável mudar o sistema de jogo na reta final do campeonato. Fazemos alguns ajustes no sistema de jogo. Alguns detalhes, adiantar mais, abrir o jogo, para obtermos respostas mais rápidas. Temos jogadores importantes voltando, detalhes que ajudam nesse momento do campeonato. Tirando os quatro primeiros, todos estão com dificuldades longe de casa. Se quisermos algo mais teremos que pontuar fora. Mas agora o foco são essas duas partidas em casa. Temos que buscar os pontos. E fora de casa ter mais atenção para pontuarmos”, enfatiza.

 Baptista afirma que a cobrança por bons resultados começa dentro do próprio grupo. “Temos um grupo que se cobra bastante. Que sente as derrotas. O grupo está unido. Tivemos jogadores importantes que estavam afastados por lesões e não conseguimos dar sustentação ao sistema, mas o elenco tem se cobrado para as vitórias voltarem a acontecer. É uma cobrança técnica, de atenção. Vamos focar e trabalhar para que a gente consiga duas vitórias ao lado da nossa torcida”, conclui.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS