Felipe Moreira valoriza vitória da Ponte diante do São Bernardo, que colocou a Macaca na quinta posição geral do Paulista, destaca atletas da base e acredita em evolução do time

Foto:PontePress/FábioLeoni

O técnico Felipe Moreira avaliou o desempenho da equipe após a vitória de 1 a 0 sobre o São Bernardo, na noite desse sábado (25). Com o resultado, a Ponte manteve a segunda colocação do grupo D – agora apenas dois pontos atrás do Mirassol – e é o quinto melhor time entre os 16 que disputam a competição, com a mesma pontuação do quarto colocado, o São Paulo.

Para o treinador, a Ponte foi superior ontem e mereceu a vitória. “Foi uma grande partida. Teve um momento em que perdemos um pouco o meio de campo. Optei, porque o Clayson estava muito bem em uma beirada e o Lins fechando muito bem a outra, pela entrada do Jadson, para criar o triângulo no meio. Recriamos o meio de campo de novo e conseguimos trabalhar a bola”, explicou o treinador, que destaca os resultados conquistados até o momento.

“Foram sete jogos e apenas uma derrota, fora de casa, sendo que fizemos mais partidas fora do que dentro. Temos que continuar trabalhando, mostrar a evolução do time. Estamos a dois pontos do Mirassol e buscando o resultado em busca da classificação”, reforçou.

Felipe destaca a utilização de atletas da base pontepretana que têm contribuído com a equipe profissional. “Como é importante a Ponte trabalhar bem na base. Usamos os dois laterais, mesmo sendo o Reynaldo improvisado pelo lado esquerdo. E além dele e do Emerson, tinha o Matheus Jesus e o Ravanelli. Quatro jogadores da base. É importante ter esse vínculo e o treinador do profissional saber quem pode usar da categoria de base. Ficamos muito felizes pelo rendimento, tanto do Reynaldo como do Emerson, é muito gratificante ver isso”, comemorou o técnico, que no banco de reservas ainda contava com o atacante Yuri e o goleiro Ivan, também atletas da base.

Sobre o Grupo D, no qual a Ponte pertence, Felipe Moreira mostra saber do quão difícil será a disputa por duas vagas na próxima fase, mas acredita na classificação. “É um grupo muito forte. O Mirassol foi vice-campeão da Série A2, manteve a base, fez boas contratações e conseguiu essa arrancada de início de campeonato. O Santos é atual campeão paulista e o Audax, o vice. O importante é agora a Ponte manter e buscar a primeira colocação. Temos que focar no trabalho em prol desse objetivo”, afirmou Felipe, que enfatizou ainda a evolução dos seus comandados.

“Tivemos picos de 70% de posse de bola. Foram 18 finalizações, 300 passes e apenas 35 errados. Esses números mostram nossa evolução e isso é importante. Estamos trabalhando, não estava tendo tempo para fazer isso dentro do campo, mas através de vídeos, conversando, estamos dando essa sequência, para lá na frente brigar por coisas grandes”, destacou.

Ocomandante finalizou dizendo que a Macaca ainda tem muito a crescer. “Ainda é um time em construção. Mantivemos uma base e houve alguns problemas com atletas que foram mantidos do ano passado. Do time de 2016, contra o São Bernardo tivemos o Aranha, o Clayson e o Pottker. Então é um time em formação, chegaram atletas novos e o importante essa evolução jogo a jogo. Temos muito a crescer ainda.”

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS