Feliz por permanecer na Macaca, Thomas espera contribuir em campo para dar alegrias ao torcedor

 

Crédito obrigatório para reprodução da imagem:
PontePress/Victor Hafner

 

Poucas pessoas esperavam que o meia Thomas permanecesse na Ponte Preta em 2015, uma vez que o contrato de empréstimo do jogador junto ao Flamengo se encerrava no último mês de dezembro. Porém, a vontade do jogar em continuar jogando em Campinas foi fundamental para a extensão do vínculo.

“Foi uma negociação um pouco difícil, mas conseguimos unir a minha vontade, a da Ponte Preta e a liberação do Flamengo que entendeu que jogar a Série A e o Campeonato Paulista seria interessante para mim. Conseguimos entrar em um acordo e estou aqui novamente Graças a Deus. É muito importante saber que o treinador gosta do seu trabalho, porque ele é quem escala e dá os treinos. Preciso continuar contribuindo dentro de campo para dar alegrias ao Guto e ao torcedor pontepretano”, diz Thomas.

A oportunidade de disputar o Campeonato Paulista pela primeira vez ajudou também na decisão do jogador em permanecer na Ponte. “O Campeonato Carioca fica mais monopolizado entre os quatro grandes e o Paulista é um pouco diferente, pois os times pequenos vêm com muita força querendo bater a gente. Sempre quis jogar o Paulistão por ser uma competição forte e espero que tenhamos grandes jogos, que a Ponte vá bem e possa chegar lá na parte final. Vamos trabalhar no passo a passo, primeiro pensando em ganhar da Portuguesa e depois ir aos poucos.”

Com diversas opções para o setor de meio campo, o atleta acredita em uma “briga” boa por um lugar na equipe dentro do elenco. “Quanto mais jogadores de qualidade tiverem no grupo melhor. Pois assim você se dedica ao máximo nos treinamentos para não perder espaço porque sabe que quem entrar vai jogar bem. Tenho certeza que vai ser uma briga muito boa e sadia e uma dor de cabeça do bem para o Guto montar a equipe”, pontua Thomas.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS