Thiago Galhardo é apresentado e se diz pronto para ajudar a Ponte

 

Foto: PontePress/RodrigoCeregatti

 

A Ponte Preta apresentou nesta sexta-feira (20) o meia Thiago Galhardo. O atleta, que atuou o último Campeonato Paulista pelo Red Bull Brasil, assinou contrato com a Macaca até o fim dessa temporada. O atleta mostrou satisfação em vestir pela primeira vez a camisa alvinegra.

 

“A Ponte é um grande clube, do porte de todos aqui de São Paulo. Eu acho que fiz bem minha parte pelo Red Bull, tive sondagens de vários clubes, mas minha cabeça estava em vir para um grande clube como a Ponte. Estou pronto para ajudar nesse Brasileiro, Copa do Brasil e o que vier pela frente”, afirma o jogador, que ressalta sua disponibilidade de ajudar a equipe já neste sábado contra Palmeiras.

 

“Estou pronto. Ainda não 100% fisicamente por conta do tempo que fiquei parado. Tive uma lesão atuando contra o Corinthians, mas me sinto muito bem. Se eu estiver em campo, o tempo que for, eu vou me doar ao máximo para ajudar a Ponte”, revela o atleta.

 

Galhardo acredita que a Ponte pode ter este ano um desempenho melhor do que em 2015. “Eu almejo chegar em uma colocação mais à frente esse ano. Quero chegar mais longe na Copa do Brasil e conquistar um feito maior no Brasileiro. Acho que as peças são boas. Tenho certeza que faremos tudo para conseguir ir mais longe. Estou muito feliz, muito confiante e essa amizade, a forma que me receberam, foi muito bom para mim. Estou na expectativa máxima de ajudar da melhor maneira possível”, reforça.

 

A amizade que o atleta citou, também vem por conta de velhos conhecidos do futebol que encontrou na sua chegada ao clube. “Eu e o Roger somos muito próximos, amigos e ele deu todas as informações positivas daqui. Encontrei com o pai dele, que brincou comigo falando que eu era o futuro 10 da Ponte. Coincidentemente acabou de estarmos aqui juntos. Tenho outros amigos aqui no elenco, como o Felipe Menezes, o Fábio Ferreira, o Wellington Paulista e isso pesou. Sabendo que é uma grande clube, pelo o que oferece, não pensei duas vezes em aceitar a proposta”, destaca o meio-campista, que fez elogios à estrutura do clube.

 

“O Roger já tinha me falado e quando se chega aqui você fica encantado. Tem um CT com uma bela estrutura, tanto externo, quanto de campo e o próprio estádio é muito bom. Todas as condições possíveis para que precisamos só entrar e jogar bola. É um time grande, de Série A e fico feliz em fazer parte disso”, enfatiza o jogador, que vai buscar no principal jogador da história do clube, uma fonte de inspiração.

 

“Meu pai é meu empresário, viu o Dicá jogar e gosta muito dele. Quando vim para cá ele só falou coisas boas, que é o maior ídolo, Mestre e camisa 10 e que se eu jogasse 10% do que ele jogou eu viraria ídolo aqui. Foi um jogador ímpar e vou tentar pegar esses 10% dele para ajudar a Macaca”, completa.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS