Thiago Galhardo rechaça nervosismo, diz que elenco da Ponte pensa grande e está determinado em alcançar o G4 do Brasileirão

 

Foto: PontePress/FábioLeoni

 

O meia Thiago Galhardo negou que a equipe da Ponte Preta estava nervosa diante do Atlético Paranaense na última rodada do Brasileiro. Para o jogador, apesar da eliminação na Copa do Brasil ter chateado os atletas, o time estava tranquilo. Segundo o jogador, a conduta do árbitro ao longo da partida de domingo (25), na Arena da Baixada, é que culminou com o número grande de cartões recebido pelos atletas da Macaca. Fora isso, o grupo está focado no Brasileirão.

 

“Com certeza não. O juiz acabou complicando. Ele deu no lance do pênalti, que ao meu ver não foi, três ou quatro cartões por reclamação. Ele estava atordoado, querendo expulsar o Antônio Carlos, sendo que não foi ele quem fez o pênalti e chegamos em cima dele dizendo que foi o Fábio Ferreira. Por sorte o quatro árbitro avisou, porque ele iria expulsar o Antônio. Acho que ele já estava tendencioso para dar os cartões. Deu cartão para o Roger, ameaçou dar o vermelho para o João Vítor, pois já tinha amarelo, então acho que foi situação do jogo. Ele quis ser durão, segurar o jogo nos cartões, mas na hora que o Léo, lateral do Atlético,  atingiu o Clayson sem bola, ele não marcou nada, ainda no primeiro tempo. E no segundo tempo, em um lance que é muito mais agressão que o do lance do Pottker, que é uma cotovelada que ele dá em uma disputa de bola, só deu o amarelo e conversou numa boa com o jogador. Deu para ver que tinha algo tendencioso ali, não sei se por ser caseiro, mas com certeza não houve nervosismo da nossa parte”, explica o atleta, que reforça.

 

“Ficamos chateados com a eliminação na Copa do Brasil é óbvio, até pela partida que nós fizemos. Mas temos que levar isso da melhor maneira possível e tirar como lição, porque ainda tem onze rodadas e pretendemos chegar á em cima. Nós temos o pensamento grande dentro do elenco. Nós fomos eliminados sem perder. Foram dois empates, onde fizemos dois ótimos jogos. Tanto em Belo Horizonte/MG, quanto aqui. Na quinta estavam todos chateados, mas passou”, enfatiza Galhardo, que faz uma projeção das possibilidades da Macaca na competição.

 

“O Campeonato Brasileiro para nós, e eu digo pelo grupo, não acabou. Almejo primeiramente permanecer, que é o objetivo principal da Ponte Preta. Estamos muito perto do G4, são jogos decisivos, difíceis de se encarar. Torcer para quem está lá em cima vença a Copa do Brasil para virar um G5 e aumentar as possibilidades da Ponte Preta. Agora restam onze jogos, sendo seis em casa, onde estamos há três meses sem perder. Esperamos ficar assim até o fim do ano. Porque isso quer dizer que estaríamos somando pontos, batendo a meta que foi do ano passado e logicamente chegar no G4”, avalia o jogador.

 

Galhardo se mostra otimista com a Ponte na reta final de Brasileiro. “Sonhar pouco ou sonhar grande é o mesmo custo. Eu sou um cara que pretende fazer o melhor para Ponte Preta chegar o mais longe possível. Espero que consigamos bater a nossa meta. Sabemos que é difícil, mas nesses seis jogos em casa vamos tentar buscar seis vitórias e quem sabe pontuar em algum jogo fora. Acho que se terminarmos com 60 pontos estaremos brigando pelo G4 ou G5”, acredita o meio-campista, que voltou semana passada, após um período em tratamento.

 

“Meu tornozelo já está ficando bom. Sinto poucas dores, mas jogo com uma pequena bota que protege, porque qualquer torção volta tudo à estaca zero e aí posso ficar fora da temporada e é algo que não quero. Jogo no sacrifício se for preciso”, afirma o atleta, que valoriza a força do elenco alvinegro.

 

“Nós não temos só onze jogadores, nós tem um elenco. O Pottker que é artilheiro da nossa equipe estava na reserva contra o Atlético Paranaense. Pela Copa do Brasil não pudermos contar com alguns jogadores porque eles não estavam inscritos. Temos um elenco muito forte, tenho certeza que quem entrar vai dar conta do recado. Vamos enfrentar o Atlético Mineiro e buscar os três pontos”, completa.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS