Sonho de jogar futebol com a camisa da Ponte atrai centenas de meninos a Jaguariúna

Novas avaliações estão previstas para este ano, já a partir de março

Mesmo sob a chuva insistente da manhã, eles foram chegando, inicialmente às dezenas e, rapidamente, tornaram-se centenas. Rostos diferentes vindos dos mais diversos recantos do Brasil, alguns a pé, outros de ônibus e até em vans, acompanhados por pais, familiares, amigos. Todos, porém, com um único sonho: tornarem-se jogadores de futebol profissional com a camisa da Ponte Preta.

É na esperança de concretizar o sonho que cerca de 600 meninos passam nesta manhã por uma avaliação coordenada pelos profissionais do Futebol da Base pontepretana. Os garotos nascidos nos anos de 1996, 1997, 1998, 1999 e 2000 foram divididos em dois campos da cidade e, daqui a pouco, começarão a mostrar em campo o talento que esperam ver descoberto nesta segunda-feira chuvosa de fevereiro.

"Até em virtude do grande número de meninos que veio para os testes, nossa expectativa de encontrarmos jovens talentos para a Base é muito boa. E a partir deste ano faremos uma peneira por mês para descobrirmos possíveis atletas para as posições e idades que temos demanda", diz o coordenador Josuel Martins Cardoso, o Esquerda.

Ele destaca que todos os meninos terão chance hoje – a previsão é que os testes se estendam por todo o dia – e que é necessário dosar a ansiedade. "Estamos pedindo aos garotos e aos pais que tenham paciência, pois atenderemos a todos. Mas não podemos ter pressa excessiva, justamente para garantir que todo mundo possa expor seu futebol, para que cada um tenha chance de nos mostrar porque deveria estar na Base da Ponte Preta", finaliza.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS