Ponte faz primeiro jogo em casa neste sábado, e Sidney Moraes quer atitude e agressividade contra o Osasco Audax

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/DanielRibeiro

A Ponte Preta entra em campo às 19h30 deste sábado para enfrentar o Osasco Audax na primeira partida do ano realizada no Majestoso. Após a derrota fora de casa na estreia no Paulistão, contra o Botafogo, o técnico Sidney Moraes quer um time aguerrido para conquistar a reabilitação no campeonato diante da torcida alvinegra. “Na partida passada pecamos em não agredir o adversário, tomamos gol quando não deveríamos e isso dificultou muito, não conseguimos envolver o adversário, segurar a bola um pouco mais. Nossa principal diferença hoje precisa ser na atitude. Precisamos ter pegada e agressividade”, pontua o treinador.

Ele acrescenta que a Macaca entrará em campo com um elenco ligeiramente diferente em relação ao do jogo passado. “Quanto mais repetições dermos, melhor, mais rápido para ganhar padrão de jogo e entrosamento, então vou mexer o mínimo possível. Irão ocorrer algumas alterações até porque não temos certeza ainda se o Bruno Silva e o Adrianinho vão poder jogar ou não”, afirma. Bruno Silva sofreu um entorse na perna direita antes da última partida e ainda sente dores, enquanto Adrianinho deixou o treino ontem com suspeita de fratura no osso da face.

Outra mudança possível é a entrada do atacante Silvinho desde o início. “Na rodada passada tínhamos treinado com o Everton na frente, ao lado do Alemão, ele daria mais velocidade, mas deixou o time e colocamos o Adrianinho. O Silvinho foi para o banco porque tinha apenas um dia de treino e foi bem em campo, tem grande chance de atuar hoje porque nos ajuda nesta característica de agressividade, velocidade, um time mais competitivo.”

Sidney afirma que não viu problemas no 4-3-3 utilizado na última partida e, sim, na aplicação em campo. “Não adianta ficar falando de esquema: faltou foi jogo, foi bola, a real é esta. O esquema em si foi bem até certo ponto defensivamente. Falhamos em três situações, entre elas o gol aos 11, falhas individuais. O problema foi que faltou parte de criação, Tchô e Adriano têm qualidade técnica, mas não velocidade e foram neutralizados, e não conseguimos sair nem segurar a bola. Não há time no mundo que consiga envolver o adversário se não consegue dar uma sequencia de três passes. Tivemos dificuldades de adaptação nas peças improvisadas, como o Bob pela esquerda, que não teve velocidade, aí o Alemão ficou na frente sozinho e não pode fazer nada”, avalia.

Sideny acredita, porém, que o torcedor verá uma postura diferente no Majestoso nesta noite, com mais empenho. Ele ressalva, porém, que não será ainda a equipe ideal que ele e todo pontepretano esperam ver. “Não dá pra prever em quanto tempo estaremos onde queremos. Os jogadores estão empenhando e é claro que a gente cobra, mas em 15 dias não tem milagre. Se a seleção junta os melhores do mundo e ainda assim às vezes não consegue ter padrão, imagine outros times. Não dá para iludir o torcedor e dizer que o time vai estar nas pontas dos cascos pra jogar sábado ou na semana que vem, porque não vai. Mas vamos nos empenhar ao máximo e ter garra em campo, para fazer um bom jogo.”

A respeito do Audax, o treinador alertou os atletas para ter toda atenção em campo. “Eles fazem um trabalho diferente, muito bom, a movimentação em campo bagunça tudo, não têm posição fixa, taticamente é de acordo com a bola. Estudamos bastante e vamos tentar solucionar estes problemas para fazer uma boa partida. Temos que ter respeito, é um time que há um ano está junto e com mesmo técnico, é rápido e envolvente. Então temos que neutralizar os pontos fortes deles e imprimir velocidade primeiro no jogo”, diz.

Os ingressos para o jogo de logo mais estão à venda nas bilheterias do estádio até o final do primeiro tempo e torcedor com a camisa da Macaca paga R$ 20,00 (meia-entrada). Quem não puder ir ao estádio pode acompanhar o jogo pela web rádio Macacada Reunida (https://www.facebook.com/macacadareunida ou www.macacadareunida.net) a partir das 17h30, bem como pelas rádios esportivas de Campinas (FM99,1, AM 870, 1170 e 1270). 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS