Sidney Moraes diz que não adianta lamentar a derrota: temos é que trabalhar

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/DJotaCarvalho

O desempenho da Ponte Preta no jogo de ontem contra o Botafogo de Ribeirão ficou abaixo das expectativas dos próprios jogadores e comissão técnica. O treinador técnico Sidney Moraes, no entanto, não quer lamentações nem justificativas. Para ele, o mais importante agora é trabalhar com afinco pata que a equipe já mostre serviço no sábado, quando irá enfrentar o Audax no Majestoso.

“A gente não tem que ficar lamentando, temos é que trabalhar em função do próximo jogo, para poder equilibrar o time, que irá se encaixando durante a competição. Agora é preciso ter  tranquilidade, calma e principalmente equilíbrio para ver a situação às claras e aos poucos montar o time competitivo que sempre teve. É trabalhar e focar no trabalho para que as coisas melhorem o mais rápido possível”, diz.

Para o comandante da Macaca, a derrota por 1 a 0 foi complicada. “Sabia que teríamos  dificuldade, o Botafogo está em melhores condições e ritmo de jogo, já jogou a primeira partida, tirou ansiedade. Nós não tivemos tranquilidade, em especial  no primeiro tempo. O Botafogo achou um gol, nós vacilamos e demos este gol eles. Foi mais demérito nosso que mérito deles”, avalia.

Já no segundo tempo, Sidney viu um jogo mais parelho. “Mas não podíamos ter falhado, falhamos e pagamos o preço por isso. A gente sabe que às vezes quer ir e falta perna. Estamos trabalhando muito fisicamente, fazendo tudo para condicionar da melhor forma possível  e não é desculpa, mas apenas 12 ou 13 dias de treinamento pra você equilibrar físico, tático, técnico, musculação… é difícil”, afirma.

E completa: “Tentamos tirar o máximo, mas é uma reformulação e não é fácil, ainda mais tendo que improvisar algumas posições dentro do jogo, dois volantes tendo que atuar como alas…Temos certa dificuldade nisso e ainda perdemos o Bruno Silva no aquecimento, sofremos um pouco com isso. Mas é passado. O foco agora é no sábado e temos que trabalhar para melhorar.”

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS