Após uma semana de treinamentos, técnico Sidney Moraes faz um balanço do time e foca na preparação para o primeiro confronto no Paulista

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/GuilhermeDorigatti

 

A equipe da Ponte Preta – que descansa na concentração neste domingo – voltou aos treinamentos no dia 2 de Janeiro, mas o trabalho realizado pelo técnico Sidney Moraes começou efetivamente dois dias depois, por conta das avaliações físicas. Entretanto, mesmo com a agenda enxuta para treinos antes da estreia no Campeonato Paulista, no dia 19 contra o Ituano, o comandante acredita que o trabalho está sendo positivo nesse início de ano.

“Acho que a pré-temporada tem sido muito boa. Os jogadores estão se dedicando ao máximo, correndo para poder entrar em forma, até porque estamos em desvantagem em relação às outras equipes que tem um calendário diferente da Ponte e começaram a treinar em Novembro. Então estes times já estão bem encaminhados nesta parte física e nós, como voltamos dia 2 com mais dois dias de testes, temos um tempo muito curto. Estamos correndo para poder dar o máximo de condição possível aos jogadores, para que eles cheguem no dia do jogo e consigam desempenhar um bom papel”, afirma o treinador.

Ele salienta que o calendário não é o adequado. “Não é o ideal. É pouco tempo, mas temos condições e um departamento muito bom de fisiologia, junto com os preparadores físicos, que estão nos adequando a essa situação e estamos procurando fazer o melhor”, diz.

O comandante pontepretano acredita que é difícil o trabalho com um novo elenco se formando, mas enfatiza que a ideia é superar isso com o tempo. “A ausência de alguns jogadores e a mudança do time realmente é diferente. Estamos reformulando e estamos com dificuldades e algumas carências também. Mas a diretoria está correndo atrás, tentando solucionar, para que possamos ter um time competitivo no Campeonato Paulista”, explica Sidney que, mesmo com pouco tempo de casa, já se diz ambientado à Ponte Preta e agradece a forma hospitaleira como foi recebido no clube.

“O clima é o melhor possível. Uma receptividade muito boa. As pessoas realmente me receberam muito bem em todos os aspectos. Todos da direção, o staff de trabalho e com os colegas de imprensa tem sido muito legais. E com o tempo vamos nos conhecendo mais e criando um pouco mais de liberdade no trabalho. Nos atentando também em relação ao clube. A tendência é que todo mundo junto possamos crescer no dia-a-dia e fazer o melhor na Ponte Preta”, afirma o técnico.

Sidney também faz questão de frisar da força que é o Campeonato Paulista e de como a Ponte tem que buscar dar o seu máximo para disputar a competição em alto nível.  “O Paulistão é um campeonato forte, que tem que ter atenção. É o campeonato regional mais competitivo do país. Requer muita atenção, muito empenho, luta e dedicação. Todos querem disputar essa competição e acho que a Ponte tem um histórico muito bom dentro dela também. Mas temos que estar ligados, porque é uma reformulação. Nosso momento é diferente de outros anos em todos os aspectos e temos que estar atentos a isso. Estamos preocupados por este tempo ser curto de trabalho, por essa reformulação e temos que correr contra o tempo. Estamos trabalhando para poder fazer isso dentro de campo e a própria diretoria está fazendo sua parte fora, buscando reforços à altura da Ponte Preta, para que podemos fazer um bom campeonato”, completa o técnico.

Copa do Brasil

A Ponte Preta conheceu na manhã de sexta-feira (10) o seu primeiro adversário na Copa do Brasil. Trata-se do Náutico, da cidade de Caracaraí, do estado de Roraima. O técnico Sidney Moraes comentou sobre o oponente, mas enfatizou que a preparação do momento foca no estadual.

“É difícil esses lugares, pelo calor e pela distância também. Mas Copa do Brasil é isso e temos que fazer tudo para dar prosseguimento nessa competição que é muito importante. Mas primeiramente estamos preocupados com o Campeonato Paulista. Até porque está diminuindo os dias, está chegando a hora e temos que fazer a montagem do time, que vai começar do zero. Não é fácil, ainda mais com a mudança toda que teve da equipe para esse ano. Temos muitos jogadores jovens que estão chegando, que têm qualidade, e esperamos fazer um time competitivo e dar alegria ao nosso torcedor”.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS