É hoje: com vantagem no primeiro jogo, Ponte decide vaga na Final da Copa Total Sul Americana contra o São Paulo

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/VictorHafner

 

Às 21h50 dessa quarta-feira (27) a Ponte Preta vai entrar em campo no estádio Romildão, na cidade de Mogi Mirim, para decidir contra o São Paulo quem será o representante brasileiro na final da Copa Total Sul Americana 2013. Com a vantagem de ter vencido a primeira partida no Morumbi por 3 a 1, a Macaca se classifica vencendo, empatando, perdendo por um gol de diferença e até mesmo por 2 a 0. No entanto, nada de salto alto: técnico e elenco sabem que o adversário é difícil e prometem empenho total nesta noite histórica.

 

“O primeiro jogo foi importantíssimo para termos uma vantagem razoável. Estamos muito conscientes em relação aquilo que vamos enfrentar e temos que pensar sempre no regulamento. O São Paulo é extremamente experiente em competições desse tipo e temos que entrar ligados o tempo todo, até porque eles vão pressionar a nossa equipe. Precisamos gastar o tempo e, quem sabe, fazer um golzinho em um contra ataque”, diz o treinador Jorginho.

 

O comandante da Macaca fala sobre como vai ser disputar um jogo tão importante longe da casa pontepretana, apesar do mando de campo ser alvinegro. “Lamentamos muito não poder jogar no nosso estádio e vamos ter algumas dificuldades, como uma grama de um tipo diferente da que estamos acostumados. Encontrar e a iluminação só de um lado que pode criar dificuldades também.  Apesar disso, contamos com a presença do nosso torcedor que terá muitos ingressos à disposição e tem sido nosso diferencial nos jogos em casa”, diz.

 

Jorginho espera que a torcida realmente transforme o estádio Romildo Ferreira em “Mogistoso”. “Gostaria muito de ver o estádio lotado de pontepretanos porque isso faz uma grande diferença para empurrar os jogadores”, afirma. Ainda há ingressos há venda hoje, apenas nas bilheterias do estádio Moisés Lucarelli, até às 17 horas ou o momento em que se esgotarem. Cerca de 100 ônibus vão sair do Majestoso com destino ao estádio em Mogi Mirim para levar os torcedores alvinegros sem nenhum custo, em comboios escoltados pela Polícia Militar das 16 horas até às 20 horas.

 

Além da vantagem, os números dos confrontos entre os times nas últimas seis décadas estão a favor da Macaca. Nos 116 confrontos realizados desde 1951 em que a Ponte foi mandante, a equipe nunca perdeu para a equipe por diferença superior a dois gols. Mais ainda, em todos eles, apenas em um único, em 1952, o resultado seria suficiente para desclassificar a equipe na noite de hoje (4 a 2).

 

A história passada, porém, serve no máximo como referência. Jorginho enfatiza que para fazer História nesses 113 anos de vida da Macaca e partir para a disputa do título, a Macaca terá que entrar em campo com aplicação, humildade e atenção totais. “Os números, nesse momento, não valem muito. Vamos jogar conscientes de que nada está ganho, é preciso manter a postura e o empenho.”

 

O único desfalque da equipe alvinegra para a noite de hoje é o meia Adrianinho, que cumpre suspensão de cinco partidas por expulsão contra o Velez – a Ponte recorreu da sentença à Conmebol e pede efeito suspensivo enquanto não há julgamento do recurso, mas até o momento a ação não foi avaliada pela Confederação Sul Americana. Dos lados do São Paulo, o técnico Muricy Ramalho vem com força total. O volante Maicon, que era dúvida, foi liberado pelo DM.

A partida entre Ponte Preta e São Paulo terá transmissão Ao Vivo da Rede Globo e dos canais por assinaturas FOX Sports e SporTV, das rádios esportivas de Campinas (AM 870, 1170 e 1270; e FM 99,1) e texto completo aqui no site oficial logo após o apito final do árbitro no Romildão.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS