Lei de incentivo: o dinheiro do seu imposto pode ajudar a Macaca a ter uma Base ainda melhor; saiba mais e colabore como pessoa física ou empresa!

A Ponte Preta teve aprovado um projeto na Lei Federal de Incentivo ao esporte e você ou sua empresa podem ajudar a Base da Macaca – que vem revelando atletas para o profissional e teve diversas convocações para Seleção neste ano – destinando parte do imposto de renda devido ao projeto para desenvolvimento de talentos no futebol (processo: 58000.006662/2016-49).

O trabalho/projeto a ser desenvolvido pela Associação Atlética Ponte Preta tem por objeto especificamente prevenir lesões e elevar os níveis de rendimento nas categorias de base – SUBs 15, 17 e 20 –  proporcionando melhorias na força, potência, velocidade, agilidade, flexibilidade, resistência, coordenação, mobilidade e equilíbrio muscular para atletas de futebol. Para isso, a ideia é incrementar o trabalho já desenvolvido pelo clube, por meio da aquisição de novos equipamentos para desenvolvimento de medicina esportiva de ponta e a contratação de prestação de serviço especializado para supervisão, coordenação e desenvolvimento desse trabalho.

A Lei Federal de Incentivo ao Esporte possibilita que empresas e indivíduos doem para projetos esportivos elaborados por organizações da sociedade civil parte do Imposto de Renda que deveria ser pago ao governo. Na prática, graças a ela essoas físicas e jurídicas podem incentivar projetos esportivos, por meio de doações ou patrocínios, usando para isso um percentual a ser descontado do valor devido ao Imposto de Renda.

A lei determina que pessoas físicas possam deduzir até 6% do Imposto de Renda devido. A dedução não concorre com outros incentivos fiscais e nem estabelece limites específicos. Ou seja, poderá ser aplicada em sua totalidade no incentivo ao esporte, por opção do contribuinte.

Já pessoas jurídicas tributadas com base no lucro real podem deduzir até 1% do Imposto de Renda devido. Essa faixa da renúncia fiscal (1%) torna-se exclusiva para o setor esportivo. Vale ressaltar que são dedutíveis somente valores destinados a patrocínio/doação em favor de projetos esportivos aprovados previamente pelo Ministério do Esporte.

Por exemplo, se uma empresa paga R$ 10 milhões de IR ao governo, poderá destinar R$ 100 mil para incentivar e patrocinar um projeto esportivo, obtendo as contrapartidas de exposição de um patrocínio normal. Esse valor virá como forma de dedução ou abatimento no IR do ano seguinte.Quem tiver interesse em ajudar a Base pontepretana e precisar de mais informações pode mandar um email para [email protected] que a gente explica mais, com o maior prazer! Afinal, ajudar os futuros talentos da Ponte Preta é uma causa nobre e todos nós podemos fazer a nossa parte.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS