Sacoman prega atenção total e acredita que a evolução da equipe no Paulistão e os bons jogos contra equipes da capital credenciam a Macaca a vencer na Vila

 

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/DJotaCarvalho

A equipe da Ponte Preta enfrenta o Santos na noite desta quarta-feira (26), na Vila Belmiro e, apesar de a equipe da baixada ser a favorita, o zagueiro Diego Sacoman – que cumpriu suspensão na última rodada –  tem confiança de que o time pode desempenhar um grande futebol na casa do adversário.

“Estou feliz de estar de volta à equipe. Vadão preparou bem a gente e vamos ver o que ele ainda passará para a gente antes do apito inicial. É um jogo importante, difícil, mas temos condições de brigar de igual para igual com o Santos. Sabemos que eles são qualificados, melhor ataque, mas estamos preparados e conscientes das dificuldades que vamos encontrar”, afirma o zagueiro, que usa as boas partidas contra os times da capital como exemplo para a Macaca conseguir a classificação.

“Nós fizemos grandes jogos contra equipes fortes como Palmeiras, Corinthians e São Paulo. Tivemos estas prévias, por assim dizer, onde fomos muito bem. Apesar de ter perdido contra o Palmeiras, nós jogamos muito bem. Temos condições, evoluímos muito com a chegada do Vadão e esperamos fazer um grande jogo contra o Santos”, diz Sacoman.

Assim como toda a equipe do Ponte, o zagueiro evoluiu muito ao longo da competição. Humilde, o atleta valoriza todo o elenco da Macaca nessa fase importante da equipe. “Eu costumo analisar a equipe inteira. Melhoramos muito nossa pegada no ataque com o Alemão, o Adrianinho, Ademir, agora o Antônio Flávio e o Silvinho. Isso ajuda bastante para que a bola não chegou tão certa para os adversários criarem situações difíceis para nós”, pontua.

Além disso, ressalta o entrosamento da defesa. “ Nós ali atrás temos nos entrosado muito. Eu, o César, o Bruno, o Bob e o Ferrugem e o Magal, junto com o Roberto que está em um momento muito bom. Acho que a equipe em si evolui bastante e isso ajuda cada um na sua posição. Todos contribuindo faz com que a equipe só venha a crescer”, avalia o defensor, que relembra partidas que a Ponte fez fora de casa e a consciência em manter o foco a todo instante na partida.

“Tivemos experiência que o que vale é dentro de campo. Ano passado tivemos momentos bons e ruins fora de casa. Tiramos, por exemplo, o Vélez na Argentina e pelo Paulista perdemos para o Corinthians em casa. O que vai decidir mesmo é quem vai entrar ligado e conseguir o resultado. Sabemos que vai ser um jogo difícil e decidido nos mínimos detalhes. Estamos precavidos para todas as situações para não sermos surpreendidos”, completa Sacoman.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS