Roger veste novamente a camisa da Ponte, se diz honrado com oportunidade e afirma: ‘Não preciso dizer a identidade que eu tenho com essa camisa. Se tem um lugar que é a minha casa, com certeza é a Ponte Preta’

Foto:PontePress/RodrigoCeregatti

A Ponte Preta segue se reforçando para a temporada 2016 e quem voltou a vestir a camisa alvinegra foi um velho conhecido da torcida da Macaca. O atacante Roger passou pelos exames, assinou contrato e já está treinando firme com o elenco. E, além da dedicação nos treinos, Roger mostra uma satisfação imensa em vestir o manto pontepretano novamente.

“É sempre um prazer vestir essa camisa. Tem algo a mais, é diferente para mim. Mas eu estou muito em casa. Parece que foi muito rápido esse tempo fora. Estou feliz de estar voltado. É um prazer enorme e quero continuar a fazer um grande ano com a camisa da Ponte”, afirma Roger, que se mostra feliz com a repercussão que este retorno está tendo.

 “Não é segredo para ninguém de Campinas que minha família toda – pai, mãe, tios, irmãos, meu filho – é de pontepretanos. Então eu vivo mesmo essa pressão, mas as pessoas também entendem que houve uma mudança, um amadurecimento e hoje há um comprometimento maior de minha parte. Estou vendo o grande respeito por essa volta. Muitos apoiando e felizes por esse retorno. A torcida é apaixonada, eu sou cria da casa, vivo essa pressão, mas consigo administrar bem isso. Sempre fui feliz aqui e não será diferente”, confia o atleta.

O centroavante não esconde a emoção ao falar sobre seu retorno e ressalta o valor em jogar não só por ele, mas pela torcida e por todos que trabalham no clube também. “Cheguei com sete anos aqui. Talvez as pessoas não entendam isso: é diferente acordar e vir para cá. É prazeroso. É especial. Tem pessoas aqui que me viram chegar molequinho e hoje olham essa volta, esse Roger que quer ser diferente. Tem um sabor especial. Quando eu entro no campo é por eles também que queremos vencer os jogos. Sabemos que o clube vencendo, as pessoas que dão suporte se sentem mais felizes. Temos essa responsabilidade e isso é gratificante”, diz.

Roger finaliza: “Não preciso dizer a identidade que eu tenho com essa camisa. Mais de 115 jogos, mais de 50 gols. Se tem um lugar que é a minha casa, com certeza é a Ponte Preta. Estou com muita saudade de ouvir de novo a torcida do clube. De jogar com a massa nos apoiando e poder entrar com meu filho novamente aqui. Tem muitos coisas que me motivam a ter um grande ano .”

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS