Com boas lembranças do Nabi Abi Chedid, Rodinei quer o resultado positivo no sábado

 

Crédito obrigatório para reprodução da imagem: PontePress/GuilhermeDorigatti

 

A Ponte Preta vai encarar o Bragantino neste sábado (21) em um estádio que traz boas lembranças para os pontepretanos. Foi no Nabi Abi Chedid em Bragança Paulista que a Macaca carimbou o passaporte para a elite do futebol nacional no ano passado.

Um dos jogadores que estavam em campo naquela oportunidade é o lateral Rodinei. “O jogo do acesso no ano passado foi lá e foi um jogo muito difícil e complicado, principalmente antes de sair o nosso gol de pênalti com o Alexandro e depois o do Roni. O Guto está trabalhando muito firme essa semana, estamos pensando somente nesse jogo contra o Bragantino e podemos ir lá para fazer um grande jogo. Vai ser uma guerra lá e precisamos sair com o resultado positivo.”

Na segunda posição do Grupo 2, a Ponte está a dois pontos do terceiro colocado Audax e essa diferença pequena preocupa o elenco. “É claro que preocupa. Um tropeço nosso combinado com uma vitória deles já altera a classificação. Apesar disso, temos que pensar apenas em fazer o nosso papel para quando entrar em campo fazer a nossa parte e esquecer Audax e Corinthians. Só vamos pensar na Ponte Preta e em busca essa classificação”, afirma Rodinei, que também comenta sobre a força da Macaca pelas laterais do campo.

“O lado do campo é a parte do nosso time mais agressiva e rápida comigo, Biro Biro, Roni e esse é o segredo. Vamos pelos lados, se não der acionamos o meio com o Renato Cajá. Vamos absorver todas as instruções do Guto para sair com a vitória no sábado”, finaliza Rodinei.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS