Ponte treina na tarde desta sexta (31) e Rodinei explica dificuldade contra os adversários, mas acredita em poder de reação contra o Figueirense

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/VictorHafner

O elenco da Ponte Preta realiza na tarde desta sexta-feira (31) o penúltimo treino antes de enfrentar o Figueirense, em Florianópolis-SC. Sabendo das dificuldades que o elenco vai encontrar, o lateral-direito Rodinei explica o porque da Macaca estar encontrando mais obstáculos no Campeonato Brasileiro Série A e como acredita que eles podem ser superados.

 

“Os adversários já estudam nosso time. A Ponte começou muito bem no campeonato, fazendo gols, mas hoje os outros times já sabem, por exemplo, que tem que me marcar ali pela direta, fechar o Fernando Bob… Temos que treinar: o Guto está nos passando o que temos que fazer e os gols voltarão a sair. Com paciência. Todo time passa por esse processo”, afirma Rodinei, que revela que não é fácil atuar com a pressão dos rivais.

 

“Dentro do campo temos eu correr dobrado. Tirar coisas da cartola. Fica bem mais complicado. Mas contra o Inter deu para ver que voltamos a jogar um futebol bonito e agora é caprichar porque domingo temos que somar três pontos contra o Figueirense”, acredita o camisa 2.

 

Por falar em futebol bonito contra o Inter, Rodinei comemorou a volta do seu bom rendimento e espera melhorar ainda mais. “Estava precisando fazer novamente um jogo bom como fiz naquele dia, para voltar a pegar confiança. O meu forte, e todos sabem desde a Série B, é atacar e ir para cima. E pela sequencia de jogos que eu estou tendo estava dando uma abalada. Mas isso é algo normal”, pontua.

 

Ele acrescenta que o fato de ser um dos poucos atletas a jogar sem paradas para descanso não o preocupa. “O Guto sempre tem optado em me colocar graças a Deus, porque mostra que estou fazendo um belo trabalho. Mas não tem como dar a desculpa sobre o cansaço. Nós temos a semana toda para descansar e tem que chegar contra o Figueirense e fazer uma bela partida. Temos que continuar firme no campeonato e o cansaço não atrapalha em nada”, diz Rodinei.

 

Sobre o adversário deste final de semana, o jogador revela que já estava de olho no modo de jogar do oponente.“Eu assisti o jogo do Figueirense contra o Atlético Mineiro na concentração. É um time muito rápido, que marca, tem as mesmas características de jogo da nossa equipe. Vai ser um jogo de muita força no domingo em Santa Catarina, mas estamos indo para lá buscar três pontos. Vamos com força máxima”, completa.

Ratão

O atacante Rafael Ratão, que pertence à Macaca e estava no Guaratinguetá, acaba de ser emprestado para o Albirex Nagata até janeiro de 2016. Os salários do atleta serão pagos integralmente pela equipe japonesa.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS