Ponte faz último treino antes de embarcar para Buenos Aires e Rildo destaca: temos condições de fazer um grande jogo

Crédito obrigatório para reprodução d foto:
PontePress/GuilhermeDorigatti

 

Na tarde dessa terça-feira (05) a equipe da Ponte Preta realiza o último treinamento do time antes de seguir viagem para Buenos Aires – o elenco embarca amanhã rumo à capital argentina, onde está previsto um reconhecimento de campo no final da tarde de quarta. Hoje os comandados do treinador Jorginho vão realizar atividades no Centro de Treinamento do Figueirense, em Palhoça, cidade vizinha à capital catarinense Florianópolis.

 

O atacante Rildo acredita que a Macaca tem todas as chances de conseguir um bom resultado, mesmo atuando no estádio argentino José Amalfitani. “Eles vão jogar diante da torcida deles e no estádio deles. O Vélez é um time muito qualificado, mas independente de tudo temos condições de ir lá e fazer um grande jogo”, enfatiza Rildo.

 

Depois de enfrentar o Criciúma no domingo (3), a Ponte volta a entrar em campo contra os argentinos na quinta (7). Com isso, terá três dias para descansar, treinar e se preparar para a decisão da vaga nas semifinais da Copa Total Sul Americana. “Estamos vindo em uma sequência de jogos nas quartas e domingos sem muito tempo para treinar. Agora vamos ter três dias entre uma partida e outra para trabalhar. Vamos treinar bem para assimilar o que o Jorginho vai nos passar, para podermos fazer um grande jogo na quinta-feira”, afirma Rildo.

 

O camisa 7 alvinegro destaca também a importância de separar o pensamento das duas competições que o time disputa simultaneamente. “Cada campeonato é um campeonato. Neste momento temos que nos desligar do Brasileiro e focar na Sul Americana. O Criciúma já passou, agora pensamos no Vélez. Depois de quinta, se Deus quiser com a classificação, voltamos a focar na partida contra o Vitória”, conclui Rildo.

 

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS