Retrospectiva da Macaca 2013: em setembro, em estádio lotado, Ponte vence primeiro jogo oficial contra equipe estrangeira pela Sul Americana, Majestoso completa 65 anos, Bolicenho se despede do time e Lucão é levado pelo São Paulo

 

O site oficial da Ponte Preta dá continuidade hoje à retrospectiva 2013, abordando os principais acontecimentos do mês de setembro, que se iniviou com a confirmação de que o atacante William estaria na capa do videogame Pro Evolution Soccer – foi é a primeira vez que um atleta da Ponte Preta ganha esse destaque no game da Konami (empresa fabricante do PES).

As peneiras da base também continuavam atraindo centenas de garotos que queriam ser atletas profissionais e em setembro não foi diferente. Mais de 200 meninos fizeram testes na cidade de Anhembi, cidade da região de Botucatu (foi a segunda de uma série de 30 peneiras realizadas em cidades de todo o estado e até mesmo fora dele – a primeira foi em Londrina-PR, em 8 e 9 de agosto).

Outro destaque do mês: as franquias de escolinhas da Ponte Preta ultrapassaram metas da administração e consolidaram seu sucesso. A meta inicial eram 10 escolinhas em 2013 e já no nono mês do ano 15 franquias já estavam estabelecidas. Na Base, a Ponte Preta foi legalmente reconhecida como clube formador de atletas, o que amplia os direitos da instituição sobre os atletas que saem de suas categorias não-profissionais.

Mas setembro teve também um grande destaque negativo envolvendo a Base: demonstrando mais uma vez não ter respeito às demais agremiações brasileiras, o São Paulo Futebol Clube aliciou o goleiro Lucão – jovem talento alvinegro que acabara de ser convocado pela Seleção Brasileira SUB17 ao lado de Jeferson – e, passando por cima de conceitos básicos de ética, levou o arqueiro de 15 anos para treinar em Cotia.

 

“Desde o ano passado todos os times já estão protestando contra o tipo de assédio imoral praticado pelo São Paulo, que mais uma vez deu o bote e passou por cima de todo um processo, um trabalho desenvolvido com um menino desde os 11 anos de idade”, disse então, indignado, o diretor alvinegro Francisco Kiko Marques.  A curto prazo, a ação antiética do time gerou a “desconvocação” do atleta e um novo movimento de praticamente todas as equipes do Brasil contra o São Paulo, que culminou com o time assinando um documento público se comprometendo a cessar aliciações contra os demais. A Ponte ainda age na Justiça por seus direitos concernindo Lucão.

Ainda no mesmo mês, no dia 11, o Executivo de Futebol Ocimar Bolicenho oficializou pedido de demissão à Associação Atlética Ponte Preta. “Considero que minha saída é uma trégua necessária para a Ponte, que precisa de paz para atravessar o momento. Gostaria de ficar até o final da competição, mas acredito que este ato trará a serenidade e energia necessárias agora”, pontuou.

No dia 12, o estádio Moisés Lucarelli comemorou 65 anos e foi lançada uma miniatura do estádio para os torcedores interessados em levar o Majestoso pra casa. No dia 25, porém, foram os torcedores que lotaram o estádio: mais de 15 mil estiveram presentes para ver a vitória da Ponte Preta em seu primeiro jogo oficial contra um time estrangeiro. Jogando a primeira das duas oitavas de final da Sul Americana, a Macaca venceu o Deportivo Pasto por 2 a 0, com gols de Uendel e Fellipe Bastos.

Por fim, no dia 29, o volante Ferrugem e o atacante Leonardo foram ao Centro Corsini, referência mundial no tratamento a Aids, onde passaram a tarde com crianças da Ala Infantil da Instituição.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS