Retrospectiva alvinegra 2013: em janeiro, ponto alto foi o Dérbi vencido por 3 a 1 no Paulistão, na casa do adversário

Faltam 12 dias para terminar o ano e, conforme faz tradicionalmente, a Ponte Preta publica em seu site oficial uma retrospectiva do ano, para que o torcedor relembre e confira os principais momentos da Macaca 2013. Foi um ano antagônico para o time, que no Paulistão teve a maior série invicta da história e terminou como Campeão do Interior, caiu no Brasileiro e fez uma campanha brilhante na Sul Americana, terminando como vice-campeão da primeira competição internacional disputada em seus 113 anos de história. Hoje, dia 20, você relembra os principais momentos do mês de janeiro:

O time profissional começou os treinamentos no dia 3 de janeiro, sob o comando do então técnico Guto Ferreira. Na Base, a Macaca disputou a tradicional Copa SP de Futebol Junior – na qual terminou em segundo lugar do grupo Z e não se classificou para a segunda etapa.

Antes da estreia do time profissional no Paulistão, Érica de Cássia, fez um ensaio no Majestoso e clamou a torcida a apoiá-la no concurso: a pontepretana queria ganhar o título de mais bela da competição.

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/ThiagoToledo

 

Por outro lado, o campo acabou vetado para o jogo inicial da Macaca contra o Mogi Mirim, em virtude de imbróglio burocrático: a polícia liberou o estádio, mas não encaminhou laudo à FPF e, por isso, a partida de estreia acabou sendo realizada em Americana

O destaque do mês de janeiro ficou por conta da terceira rodada do Paulistão: dérbi no Brinco de Ouro, com torcedores incentivando o time no último treino – ao lado do argentino e ídolo alvinegro nos confrontos Dario Gigena – e dormindo na fila em frente ao Majestoso para garantir um dos 1,5 mil ingressos.

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/MarcosRibolli

 

No campo no dia 26 de janeiro, vitória maiúscula da Ponte, por 3 a 1, com destaque para o peruano Ramirez. Saindo do banco em sua estreia pela Ponte, o peruano Ramirez mal entrou e já marcou um belo gol de falta, comparado com o de Ronaldinho Gaúcho contra a Inglaterra na Copa do Mundo de 2002. O treinador Guto Ferreira analisa a partida contra o Guarani e faz questão de registrar um mérito específico dos atletas: a autocrítica e cobrança própria no intervalo da partida. 

O mês terminou bem: na noite de quarta (30 de janeiro), a Ponte Preta venceu o Oeste por 1 a 0 no primeiro jogo do time no estádio Moisés Lucarelli na temporada 2013. Foi a  terceira vitória seguida na competição, com  um gol de cabeça do lateral Artur que deixou a Macaca com 10 pontos, dividindo a liderança do Paulistão com o Santos.

Guto Ferreira atribuía a boa fase do time à raça e à entrega dos jogadores. “Não vamos jogar e ganhar bonito sempre, o mais importante é conseguir ganhar sempre. Ninguém pode falar que até agora viu um jogo lento da Ponte, um jogo sem pegada, sem intensidade. Podem ter certeza que vamos sempre nos entregar em campo”, dizia.

Na opinião do comandante da Macaca, outro grande trunfo da equipe da Ponte é que a defesa. “Jogo a jogo, ela vem sendo forte e não toma gols. Assim, fatalmente o nosso ataque vai marcar”, acredita. O treinador ressalta ainda que o jogo de ontem não foi fácil.

Fora dos campos, no dia 14, a Justiça manteve em primeira instância o afastamento do presidente Sérgio Carnielli, tornando o vice Márcio Della Volpe em presidente de fato enquanto a decisão perdurasse. O Conselho Deliberativo fez um ato de protesto veemente contra a decisão considerada absolutamente injusta, e Carnielli e a Ponte recorreram da decisão – o apelo ainda não foi julgado em instância final.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS