Diretoria Jurídica refuta boataria política e mentiras sobre filiação ao Conselho na Internet

A Diretoria Jurídica da Ponte Preta vem a público para refutar uma série de boatarias de interesse político que tem circulado em redes sociais, alegando que há interferência dos diretores alvinegros sobre o ato de filiação de novos conselheiros. “A Ponte Preta é um clube transparente e que atua dentro de preceitos democráticos estabelecidos por seu estatuto. O Conselho é independente e soberano, e as novas filiações são aprovadas por ele de maneira clara: basta que o interessado em ser conselheiro faça ficha de aplicação, seja indicado por um conselheiro em exercício e seu histórico como pontepretano confirmado pelo próprio Conselho, na pessoa de seu presidente Mauro Zuppi. Em momento algum há ou pode haver anuência, veto ou mesmo opinião da diretoria sobre o filiado. Isso é com o Conselho, exclusivamente”, ressalta o diretor jurídico Giuliano Guerreiro.

Ele ressalta que qualquer pessoa interessada em ser conselheira pode seguir este rito e ver por si mesma que não existe nenhuma ação por parte de qualquer diretor alvinegro no processo. “Dizer algo em contrário é mentira deslavada e as pessoas que fazem isso, em minha opinião, agem por motivações politiqueiras, querem desestabilizar o clube em um bom momento. As eleições pontepretanas serão dentro de dois anos e as pessoas que quiserem concorrer ou votar, estatutariamente têm de se integrar a partir deste ano, por isso a hora para quem quer se filiar é agora e, aparentemente, há pessoas que preferem espalhar boatos do que efetivamente participar de maneira ativa da vida política da Ponte”, lamenta.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS