Macaca faz último treino antes de enfrentar o Flamengo e Renê Jr., que marcou primeiro gol pela Ponte contra o time carioca, destaca: temos que vencer, não podemos desperdiçar ponto em casa

PontePress/RodrigoCeregatti

O elenco pontepretano faz na manhã deste sábado o último treinamento antes de enfrentar o Flamengo e o volante Renê Jr. tem boas lembranças da última vez que vestiu a camisa alvinegra contra o time carioca. “Fiz o gol em minha estreia no Moisés Lucarelli e foi um momento importante, porque eu estava buscando afirmação com a camisa da Ponte, veio uma bola cruzada, passou pelo zagueiro e o goleiro também estava meio batido, aí  dominei e escorei pra dentro”, relembra.

Renê conta que também teve boas atuações contra o Flamengo em outras ocasiões, até mesmo quando atuava por outros clubes, e promete que  se tiver oportunidade neste domingo vai buscar meu melhor. “Espero um replay ou até mais de um se tiver chance. Mas comigo marcando ou não, em casa temos que nos impor como já fizemos, contar com a força da torcida e também pegar uma confiança melhor pra vencer fora a próxima também. Ainda estamos no começo do Brasileiro e a pontuação na tabela está nivelada, não podemos desperdiçar ponto em casa , é importantíssimo vencer aqui pra começarmos a nos distanciar e brigar lá em cima logo”, diz.

Em relação ao jogo do feriado, Renê acredita que o tropeço contra o Corinthians deve ser encarado desta forma: um tropeço. “Tivemos um resultado adverso depois de termos feito dois bons jogos. Não foi planejado, mas Brasileirão tem disso, e não temos que lamentar e sim focar pra fazer bom jogo contra o Flamengo, do nível que fizemos contra Palmeiras pra melhor”, pontua.

O volante alvinegro enfatiza que o Campeonato Brasileiro está começando e o elenco irá vão se encaixando. “Com isso o equilíbrio virá com o decorrer do campeonato e nossa sequência tem tudo pra dar certo. Nosso grupo tem capacidade para dar arrancada e manter uma média boa, o trabalho do Eduardo está muito bem executado”, diz.

O jogador acredita que o trabalho do treinador Eduardo Baptista tem similaridades com o de Guto Ferreira, com quem atuou em sua primeira passagem pela Macaca.  “Os dois destacam a importância de manter posse de bola, de saber atuar bem ofensiva e defensivamente. Temos um grupo qualificado agora, assim como o daquele ano, quando conseguimos classificar a Ponte pela primeira vez para a Sulamericana e nosso objetivo neste ano tem que ser coisa maior, quem sabe Libertadores, mas não vamos prometer: vamos passo a passo, porque qualidade pra isso a gente tem”, finaliza.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS