Treinando com o grupo em Campinas, Renato Cajá comemora semana cheia para se preparar e comemora gols marcados diante do Red Bull

 

Crédito obrigatório para reprodução da imagem: PontePress/GuilhermeDorigatti

 

A parte do elenco pontepretano que não viajou para enfrentar o Vilhena pela Copa do Brasil segue treinando forte em Campinas. Nesta terça-feira (03) o grupo realiza treinamento em dois períodos, físico pela manhã e técnico na parte da tarde. O meia Renato Cajá faz parte desse grupo e comemora essa semana dedicada aos treinamentos. 

“Foi bom ter essa parada para mim. Vou aproveitar para me fortalecer essa semana porque o restante da temporada vai ser dura. Venho jogando e saindo durante os jogos e vai ser importante ter essa renovação muscular durante esses dias”, diz o camisa 10 que não vai poder atuar diante do Mogi Mirim no próximo sábado (07) por ter levado o terceiro cartão amarelo.

Destaque da última vitória sobre o Red Bull com dois gols marcados, o meia elogia a equipe adversária e conta que a tranquilidade foi fundamental para marcar o primeiro gol da partida por cobertura. “Foi um jogo bom e muito difícil. O time deles tem muita qualidade e experiência e sabíamos dessa dificuldade. Soubemos dominar as ações no primeiro tempo e ainda bem que saiu o gol. Tive a tranquilidade de fazer e poder ajudar ao time. Recebi a bola bem perto do goleiro e já vi que ele vinha caindo. Tive a tranquilidade de dar esse toquinho e marcar”, diz Renato Cajá, que ainda conta quais são seus objetivos para 2015.

“Meu sonho para essa temporada mais uma vez é ser campeão. Pelo lado pessoal, sonho em subir novamente no palanque da federação para receber o troféu de um dos melhores do campeonato, isso é uma emoção muito boa ser reconhecido pelo seu trabalho. Em 2013 fui o melhor do Baiano e quem sabe esse ano não repito aqui na Ponte.”

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS