CBF indefere pedido da Ponte para abrir jogo só para mulheres e crianças, e partida contra o São Paulo será totalmente sem público

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) indeferiu o pedido da Ponte Preta para que a partida do próximo domingo (17), contra o São Paulo pelo Campeonato Brasileiro de 2015, fosse aberta a mulheres e crianças. A Macaca havia solicitado que fosse permitida esta ação específica na partida, na qual em virtude de punição referente a confusão envolvendo a torcida alvinegra em Joinville no ano passado os portões serão fechados.  

“A Diretoria de Competições da CBF indeferiu o pedido, alegando que a decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva é soberana e não pode ser mudada. Lamentamos profundamente porque entendemos que esta seria uma solução para que a punição fosse cumprida, mas de uma maneira moderna e inteligente, que traria uma benesse ao futebol brasileiro”, diz Giuliano Guerreiro, diretor jurídico da Ponte Preta.

Com isso, a punição está mantida e a Ponte jogará as duas primeiras rodadas que disputa em casa no Brasileiro com os portões fechados. Vale lembrar que inicialmente a defesa apresentada pela Macaca ao STJD foi aceita e não houve punição, contudo o Pleno do Tribunal reformou a sentença e puniu o Joinville com um jogo com portões fechados e a Ponte – em virtude da torcida ser reincidente – com duas partidas.

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS