Ponte cumpre TAC assinado com Corpo de Bombeiros e constrói oito portões com barras antipânico

Crédito obrigatório para reprodução das fotos:
PontePress/DJotaCarvalho

Segurança acima de tudo. Atendendo ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado junto ao Corpo de Bombeiros quando da obtenção do Auto de Vistoria (AVCB) que liberou o estádio em janeiro deste ano para receber público de até 19.221 pessoas, a Ponte Preta construiu durante a parada da Copa do Mundo oito portões com barras antipânico. O documento que informa e comprova o trabalho foi protocolado junto à corporação e já faz parte das medidas que visam à obtenção do próximo AVCB, no ano que vem, finda a validade do documento em vigor.

“Estamos trabalhando com bastante antecedência nos procedimentos necessários ao bom andamento do estádio. Os alvarás que precisamos para o próximo ano, com prefeitura, vigilância sanitária e Polícia Militar, por exemplo, já estão encaminhados e sendo providenciados, para que não tenhamos nenhum tipo de dissabor quando chegar a época efetiva de renovação”, diz o diretor patrimonial Sérgio Lattaro.

Ele ressalta o bom trabalho realizado da equipe de funcionários do estádio, chefiada pelo supervisor geral Lindomar Vedolin. “É de conhecimento público que a Ponte tem trabalhado com recursos financeiros mais escassos e para fazer os portões usamos nossa própria equipe de manutenção em vez de contratarmos terceirizados. Eles fizeram um excelente trabalho, produziram os portões aqui mesmo sob a supervisão do Lindomar”, diz.

Latttaro acrescenta que a agilidade na de confecção e instalação das peças. “Cabe lembrar que a seleção de Portugal utilizou o estádio até o dia 18 de junho e ainda assim comseguimos finalizar tudo no prazo solicitado pelos bombeiros. Foi um excelente trabalho e fazemos questão de registrar isso e dar os parabéns a toda nossa equipe”, finaliza.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS