Ponte vence Palmeiras por 1 a 0 com gol de Pottker; primeiro jogo das quartas do Paulistão será no Majestoso

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/FábioLeoni

A Ponte Preta fez sua parte e venceu o Palmeiras por 1 a 0, jogando no Majestoso na noite desta quarta (29). O gol da Macaca foi marcado de pênalti por Pottker, que agora divide a artilharia do campeonato com Henan e Gilberto, todos com sete gols. Como o Santos também venceu na Vila, ambos os times terminaram a primeira fase com 22 pontos, porém a equipe do litoral ficou em primeiro pelo critério de vitórias (sete, contra seis pontepretanas). Desta forma, o primeiro dos dois combates das quartas de final será realizado no Moisés Lucarelli e o segundo, na casa santista – as datas das partidas deverão ser conhecidas já nesta quinta

O jogo

O primeiro tempo foi bem disputado e seguiu a mesma tônica durante os 47 minutos de jogo: o Palmeiras tinha mais tempo controlando a bola, mas a Ponte desarmava mais e explorava o contra ataque. Com isso, a Macaca finalizou muito mais que o adversário, oito vezes contra quatro do time verde.

 Aos cinco minutos, Clayson ganhou bola de Vitor Hugo, mas não conseguiu passar a bola para a conclusão. Aos 15, Raphael Veiga bateu de perna esquerda, de fora da área, e acertou o travessão de Aranha. Aos 17, Clayson ganhou disputa de Felipe Melo e partiu em alta velocidade para o ataque, mas foi travado pela defesa adversária na hora do chute. Dois minutos depois, porém, o mesmo Clayson bateu de fora da área, forte, e Fernando Prass defendeu.

Aos 40 minutos, Victor Hugo deu falta violenta em Jadson, merecedora de expulsão, mas o árbitro optou pelo cartão amarelo – terceiro do palmeirense que ficou suspenso para as quartas de final. No finalzinho do primeiro tempo, mais um lance emocionante: a bola foi alçada para Dudu que estava em posição privilegiada, mas Aranha se adiantou e cortou o lance.

No segundo tempo, o jogo ficou mais aberto, com os dois times buscando mais o gol adversário. Aos 12 minutos, blitz palmeirense na área da Ponte. Aos 15, Nino Paraíba passou para Pottker, que arrancou com velocidade e passou para Ravanelli, mas o meia foi atrapalhado pela defesa palmeirense no chute, que acabou nas mãos de Fernando Prass.

Aos 17, Nino Paraiba trombou com Dudu na área e o juiz marcou falta para o Palmeiras, cobrada sem perigo para a Macaca. Aos 19, Fabiano cruzou e, na sobra, Keno bateu colocado e Aranha fez bela defesa. Cinco minutos depois, Gilson Kleina trocou Ravanelli por Wendel. Aos 27, o lance do jogo. Pottker disparou na área adversária e Zé Roberto derrubou o artilheiro alvinegro: pênalti claro e cartão vermelho para o palmeirense. Pottker cobrou com categoria e balançou as redes. Foi o sétimo gol dele.

Com o gol e um jogador a mais, a Ponte passou a controlar mais o jogo e o Palmeiras tentava chegar ao empate em lances mais rápidos. A Macaca, porém, continha o adversário, que teve sua última chance aos 46 minutos. Keno tocou para Roger e Hyoran chutou. Aranha fez defesa espetacular e garantiu a vitória alvinegra.

Ficha técnica

Ponte Preta: Aranha; Nino Paraíba, Marllon, Fábio Ferreira e Jeferson (Reinaldo); Jadson, Elton e Ravanelli (Wendel); Lucca, William Pottker e Clayson (Lins). Técnico Gilson Kleina.

Palmeiras: Fernando Prass; Fabiano, Edu Dracena, Vitor Hugo e Zé Roberto; Felipe Melo; Róger Guedes, Rafael Veiga (Egídio), Erik (Keno) e Dudu (Hyoran); Willian. Técnico: Eduardo Baptista.

Gol: Pottker, aos 28 do primeiro tempo

Amarelos: Victor Hugo, Zé Roberto, Erik;  Marlon e Luca

Vermelho: Zé Roberto

Público pagante: 7.078; público total: 7.442/ Renda: R$ 134.520,00 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS