Ponte vence Genus por 3 a 0 e se classifica para 3ª Fase da Copa do Brasil

 

Foto: PontePress/FábioLeoni

 

A Ponte Preta enfrentou o Genus na noite desta quinta-feira (12), em partida válida pela jogo de volta da 2ª Fase da Copa do Brasil e saiu classificada ao vencer o time de Rondônia pelo placar de 3 a 0. O destaque fica por conta dos jovens Matheus Jesus e Léo Cereja, que fizeram os dois primeiros gols da equipe. Wellington Paulista completou o marcador.

 

Com a vaga assegurada para a 3ª Fase da competição, a Macaca espera o vencedor do confronto entre Figueirense x Sampaio Correa.

 

O próximo compromisso da Ponte será no domingo (15), às 16 horas, quando estreia no Campeonato Brasileiro da Série A 2016. O adversário é o Figueirense, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis-SC.

 

 

 

O Jogo

 

Os primeiros 15 minutos de jogo teve predomínio das ações por parte da Ponte Preta. A Macaca buscou mais o ataque, mas não levou perigo ao gole de Allyson.  Minutos depois, porém, a Ponte conseguiu dar trabalho ao goleiro adversário. Ravanelli recebeu passe e chutou forte de primeira, fazendo Allyson aplicar grande defesa.

 

A Ponte continuou a pressão em busca do primeiro gol e quase conseguiu aos 25 minutos. Wellington Paulista cabeceou firme, mas o goleiro defendeu, jogando para escanteio. E de tanto pressionar a Ponte chegou ao gol. Aos 32 minutos, Matheus Jesus arriscou de fora da área e fez um golaço.

 

Logo depois de ter aberto o placar, por pouco a Macaca não chegou ao segundo.  Felipe Azevedo invadiu a área pelo lado direito e chutou forte, mas Alysson defendeu a queima roupa.

 

No final do primeiro tempo, a Ponte ainda teve uma chance importante com o Wellington Paulista. O atacante aproveitou bola rebatida na zaga do Genus, em chute de Felipe Azevedo, e chutou firme. O arremate, porém foi para fora. Sem mais lances de destaque, a Macaca foi para o intervalo vencendo por 1 a 0.

 

O segundo tempo inicia e a Ponte já conseguiu falta frontal aos dois minutos. João Vítor fez a cobrança, mas abola passou por cima do gol do Genus. O jogo ficou bastante truncado durante grande parte da primeira parte do segundo tempo e a Ponte voltou a atacar de forma mais consistente aos 20 minutos. Roger, que fez sua reestreia na Macaca, invadiu a área pelo lado esquerdo e chutou. A bola foi para fora.

 

A Ponte conseguiu chegar ampliar o marcador aos 23 minutos e com mais um garoto. Desta vez foi Léo Cereja, que em linda jogada individual, driblou o adversário, invadiu a área e chutou. A bola bateu no zagueiro e voltou para seus pés, que na segunda chance não desperdiçou e marcou seu primeiro gol como profissional do clube.

 

E a Macaca queria mais. Aos 30 minutos, a Ponte teve pênalti a seu favor, após Matheus Jesus ter sido empurrado por Dodô. Wellington Paulista foi para a cobrança e marcou o terceiro gol da equipe.

 

O Genus chegou ao ataque com perigo aos 37 minutos em cobrança de falta. Alex Ricardo chutou, mas a bola foi para fora. Sem mais lances de perigo, a Ponte vence o Genus por 3 a 0 e se classifica para 3ª Fase da Copa do Brasil.

 

 

Ficha Técnica:

 

 

 

Ponte Preta: João Carlos; Jeferson, Douglas Grolli, Kadu e Reinaldo; João Vítor, Mateus Jesus e Ravanelli (Felipe Menezes); Felipe Azevedo (Roger), Clayson (Léo Cereja) e Wellington Paulista. Técnico: Eduardo Baptista

 

 

 

Genus: Allyson; Guarate, Juninho, Luiz Alves (Jackson) e Júlio César (Dodô); Vitão, Fernandinho, Carlinhos e Alex Ricardo; Tcharles e Wellington (Rob). Técnico: Claudemir Pontim.

 

 

 

 

 

Data: 12/05/2016, quinta-feira – 21h30.

 

Local: Estádio Moisés Lucarelli, Campinas/SP

 

 

 

Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda – RJ

 

Auxiliares: Eduardo de Souza Couto – RJ e Carlos Henrique Alves de Lima Filho – RJ

 

Cartões amarelos: Clayson, Kadu, Jeferson e Wellington Paulista (Ponte Preta); Dodô, Carlinhos e Tcharlles (Genus)

 

Gol: Matheus Jesus, Léo Cereja e Wellington Paulista (Ponte Preta).

Público: 2.215 pagantes. Renda: R$26.440,00

 

Élton

O volante Élton foi submetido nesta quinta-feira a uma artroscopia no joelho esquerdo. Segundo o médico da Ponte Preta, Dr. Roberto Nishimura, a cirurgia foi feita para corrigir uma inflamação que o jogador tinha no local e se realizou sem intercorrências. A expectativa é que o atleta retorne às atividades entre seis e oito semanas.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS