Ponte treina neste sábado (14) e Diego Oliveira reforça que equipe está focada em fazer bom jogo contra o Figueirense

Foto: PontePress/FábioLeoni

Sem rodada no final de semana, por conta das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, a equipe da Ponte Preta segue em preparação para a o jogo contra o Figueirense, na próxima quarta-feira (18), em Campinas. Um dos atletas que preocupava por conta de alguns desconfortos musculares era Diego Oliveira, contudo, o jogador já está recuperado.

 

“Estou sem dor, treinando forte para voltar no ritmo dos meus companheiros e tem mais alguns treinos para eu estar o mais próximo possível no nível que preciso. Vou trabalhar forte nessa semana para chegar na melhor forma quarta-feira”, diz o atleta, que já está com todas as atenções no rival de Santa Catarina.

 

“O foco é total no Figueirense. Estamos trabalhando todos os dias, inclusive no final de semana, já se preparando para pegar os catarinenses”, afirma Diego, que faz a ressalva que o grupo tem buscado se cuidar para entrar em campo em totais condições. “A temporada é muito forte, com um ritmo intenso e bastantes jogos. A comissão técnica tem administrado isso também e sabe que agora não é hora de forçar. Às vezes algum jogador está com algum desconforto e já procuram tirar do treino para evitar algum tipo de lesão. Nós temos que saber administrar da melhor maneira, para estar 100% no jogo. Vai ser assim até o final”, revela.

 

Sobre o seu rendimento ao longo desse período na Ponte, Diego Oliveira acredita que tem conseguido ajudar e espera corresponder, caso substitua Felipe Azevedo, que operou o rosto nesta semana. “Comecei jogando de centroavante, que não é minha principal característica, mas consegui me adaptar bem. E agora, infelizmente com a lesão do Felipe Azevedo, e ficamos tristes pelo ocorrido, pela maneira que acabou saindo do time, vou procurar trabalhar para ser titular. Sabemos que há outros jogadores buscando um lugar no time e vou buscar estar pronto até quarta-feira, para dar meu máximo”, ressalta o atacante, que se não tem conseguindo balançar as redes adversárias, tem buscado contribuir de outro jeito.

 

“Ultimamente gol tem saído só no videogame. Independentemente disso, eu procuro estar sempre ajudando. Se não for fazendo gol, correndo, ajudando a marcar, tirando bola de cabeça dentro da área, o importante é a equipe conquistar os resultados. Infelizmente esse último resultado não foi positivo, mas estão todos empenhados nessa reta final de Brasileiro”, afirma Felipe, que mantém a confiança em buscar a vaga na Libertadores.

 

“Claro que é possível. Não estamos lá em cima à toa. O grupo é bom, a comissão técnica toda trabalhou em volta disso. O primeiro objetivo nós conquistamos, que era permanecer na Série A. E com o fruto de um trabalho bem feito, temos a possibilidade de brigar pelo G4. É claro que pensamos nisso. Sabemos que é importante para todos do clube e também para torcida. Queremos terminar esse campeonato bem, porque foi um ano bem produtivo e desejamos encerrar da mesma maneira”, completa.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS