Ponte treina nessa sexta (26) e Élton valoriza semana de trabalhos em Itu para melhora do futebol da equipe

 

Foto: PontePress/FábioLeoni

A Ponte Preta realiza sua última atividade na cidade de Itu, na manhã desta sexta-feira (26) e o volante Élton considerou importante esse tempo de treinamentos. “A semana está sendo importante porque estávamos vindos de uma batida, de um jogo atrás do outro – e não foram jogos fáceis, mas sim muito tensos – e esse período cai bem. Dá para nos recuperarmos, para quem está sentindo algum desconforto, e estamos focados, pois perdemos na partida passada e temos que recuperar”, avaliou o atleta, que acrescentou.

 

“Se formos analisar bem, no último jogo da primeira fase do Paulistão nós pegamos o Palmeiras em casa. Depois veio Santos, Palmeiras, o Corinthians na final em um domingo, e na terça-feira jogamos na Argentina pela Sulamericana. Um duelo difícil, sabemos como é o time, com a marcação em cima e graças a Deus veio a classificação. O Campeonato Brasileiro é longo, com jogos nos meios e fins de semana e será uma partida atrás da outra novamente e nossos guerreiros têm que estar com as pernas boas”, explicou.

 

Para Élton, a equipe pode fazer um papel melhor contra o Atlético Mineiro, do que fez na rodada passada. “Não tem jogo fácil no Brasileiro. Contra o Botafogo, no Rio de Janeiro, fomos bem no primeiro tempo, mas faltou sim finalizar. Estamos trabalhando para chegar em Minas, contra o Atlético e pegar o que foi bom no jogo passado, como o toque de bola e colocar a finalização em gol”, pontuou o volante, que elogiou as novas contratações da Macaca.

 

“Os atletas que chegaram são todos de qualidade, que atuaram em série A e essa semana foi importante para eles entrosarem com o grupo. Só têm gente de bem aqui e já estão todos sentindo em casa”, disse o atleta, que contou, de forma bem humorada, alguns bastidores do período de concentração.

 

“Quando estamos treinando nós damos o máximo, para aperfeiçoar o que está faltando no time. Mas tem as horas das refeições e quem chegou tem que se apresentar, falar o que veio fazer aqui na Ponte e é o momento de brincarmos. Elegemos quem é o mais feio, o que é algo difícil pela quantidade. A liderança está com o Naldo e o Negueba, mas opções não faltam. O importante é quando eles entrarem em campo corresponderem”, completou.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS