Ponte treina nessa quinta (4) e Aranha, mesmo sabedor das dificuldades, ressalta que equipe vai lutar até o final em busca do título

 

Foto: PontePreta/FábioLeoni

 

A equipe da Ponte Preta realiza mais um treinamento nessa quinta-feira (4), como preparação ao duelo final do Campeonato Paulista, contra o Corinthians no domingo (7). O goleiro Aranha sabe que reverter o placar de 3 a 0, feito pelo rival no primeiro jogo, é difícil, mas afirma que a Macaca vai lutar por isso.

“Não podemos fugir da realidade. Mas acho que só não temos mais chances, depois que o juiz apitar e o placar não for o suficiente. Lógico que eu não vou vender nenhum tipo de ilusão para o torcedor, porque não é isso que ele quer, mas estamos trabalhando bastante e temos fé que podemos conseguir reverter. Mas sabemos que a parada é dura”, diz o goleiro, que lamentou que o time não conseguiu dar a vitória que a torcida merecia.

“Foi um dia em que as coisas não deram certo. Sempre tem uma partida, ou um dia no ano, em que não se joga bem e nada dá certo. Infelizmente foi no dia mais caloroso para a torcida da Ponte Preta. Nunca ví uma festa daquela que a torcida preparou. Não merecia o placar”, destaca o jogador, que acrescenta.  “Também temos que respeitar o outro lado, que tem uma equipe muito poderosa e fez prevalecer o seu talento e condição”, pontua.

Aranha deixa claro que a Ponte vai fazer um jogo muito melhor do que foi apresentado no domingo. “Eu já tenho certeza que vai ser diferente porque foi uma partida muito abaixo do que vínhamos fazendo. É difícil repetirmos uma partida como aquela. O resultado não sabemos, mas vamos procurar fazer o melhor e o placar necessário”, confia o goleiro, que explica o que o time deve fazer.

“Temos que nos expor um pouco mais. Nossa equipe chegou até o final porque era uma equipe equilibrada. Não era uma equipe retranqueira, mas sim que marcava muito forte e era fatal nos contra-ataques. Isso não aconteceu nessa partida, mas tenho confiança nos meus companheiros de que isso volte a acontecer nesse domingo”, acredita.

O atleta ressalta que o time tem que lutar ainda mais para conquistar o que quer. “O que favorece nesse placar que aconteceu no domingo passado, é que agora não temos o que perder. Vamos lá para buscar o resultado, que será algo histórico. O pior já aconteceu, que era ter perdido em casa. Resta nos dedicarmos, fazer uma grande partida, se aplicar ao máximo, com muita raça, determinação, aplicação tática e técnica, para buscarmos alguma coisa lá. E quem sabe não surpreendermos”, reforça Aranha, que enaltece o trabalho do grupo nesse início de ano.

“Eu sei o que passa na cabeça do torcedor pontepretano. Ele tá chateado, tinha uma expectativa muito grande. Mas participamos do 'grupo da morte' – onde talvez nem classificássemos para a fase final -, pegamos duas potências (o campeão e vice do Brasileiro) e passamos por eles. E agora estamos enfrentando uma grande equipe também. É duro, mas estamos fazendo um excelente trabalho desde o ano passado e agora com a chegada do Gilson temos melhorado ainda mais", diz.

O arqueiro ressalta que pior do que ser eliminado em uma fase final de campeonato é disputar pra fugir do rebaixamento. "Tenho certeza que tivemos um começo de temporada bom, com mais alegrias do que tristezas. Queremos muito o título, que seria importante para nós jogadores, para o clube e para a torcida, mas temos vivido momentos bons e não podemos jogar fora. Nossa campanha mostra que somos uma equipe muito competente.”

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS