Ponte treina na tarde desta quinta-feira (10) e Douglas Grolli, que estreou na última partida, acredita que entrosamento com o grupo irá melhorar seu futebol

 

Foto: PontePress/IsraelOliveira

 

A equipe da Ponte Preta treina na tarde desta quinta-feira (10), com o foco no jogo diante da Ferroviária, no próximo sábado (12), no Moisés Lucarelli. Quem estreou na última rodada e vive a expectativa de estar novamente entre os 11 que iniciam o confronto é o zagueiro Douglas Grolli. O jogador está confiante que irá ajudar ainda mais a equipe.

 

“Cheguei e já tive a oportunidade. Fiquei feliz por isso, até porque todo jogador espera atuar o mais rápido possível. Infelizmente não foi com uma vitória, mas para mim foi produtivo. Fiquei feliz, todos me receberam bem e o entrosamento virá com o tempo. Treinei poucas vezes com o time titular e a tendência é só melhorar”, afirma o atleta, que gostou da sua atuação contra o XV de Piracicaba, mas espera evoluir.

 

“Acredito que tenha feito uma atuação segura, até por ter sido o primeiro jogo. Estou conhecendo todos ainda e como é início de temporada, ainda pesa um pouco o ritmo de jogo. Espero melhorar para ajudar cada vez mais a Ponte”, reforça.

 

Sobre o jogo contra a Ferroviária, o defensor sabe que será um confronto difícil, até mesmo pela boa campanha do time de Araraquara. “Eles estão com uma equipe bem montada. Possuem um entrosamento muito bom e sabemos de todas as dificuldades. Mas estamos jogando em casa e temos que procurar impor nosso jogo. Precisamos fazer novamente uma boa partida, principalmente para a nossa torcida e acredito que faremos um bom papel, em busca da vitória”, afirma Grolli, que ressalta o papel do torcedor pontepretano.

 

“A torcida nos apoiou o jogo todo no último jogo. É fundamental para nós nessa arrancada. Contamos com o apoio dos torcedores e com o apoio deles vamos conseguir fazer bons jogos e conquistar a classificação”, confia o zagueiro

 

Grolli acrescenta, fazendo uma análise de como o time pode melhorar nesse Paulistão. “Estamos sempre em busca de evolução. Na parte defensiva conseguimos, até porque é um trabalho mais fácil de posicionamento. Já na parte ofensiva gera um pouco mais de dificuldade, até porque todas as equipes marcam bem e jogam fechadas. Pegando mais entrosamento, tendo mais opções, com atletas voltando de lesões, vai ser interessante e a equipe irá crescer”, completa.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS