Ponte treina em Jaguariúna nesta tarde e William cobra nova postura da equipe para retomada das vitórias

 

Atacante que já balançou as redes 18 vezes no ano, quer time maduro e exalta trabalho do novo treinador.
 
A equipe da Ponte Preta realiza na tarde de hoje (03), no estádio Alfredo Chiavegato, em Jaguariúna, mais um treinamento que visa à preparação do time para o jogo contra o Náutico, sábado, às 18h30 na Arena Pernambuco. O atacante William deseja uma equipe com um comportamento diferente das ultimas rodadas. “Independentemente do posicionamento na tabela nós temos que retomar diferente. Com uma nova postura, com mais sabedoria dentro de campo. Temos que voltar como aquela equipe do Paulista que falava e se comunicava mais e que na hora de fazer a bola sair para o jogo colocava com precisão”.
 
O centroavante pontepretano conhece bem os métodos implementados pelo técnico Paulo César Carpegiani. “Eu já tinha trabalhado com o Carpegiani no Vitória e já sábia que ele faz muitos treinos táticos. Ele mesmo fala para nós que, no meio dos boleiros, ele é chamado “chático”(risos). Porque durante o trabalho ele para e posiciona bastante. É o estilo de trabalho dele e temos que nos acostumar com isso, com essa filosofia, porque ele gosta de parar e ensinar bastante o que quer dentro da partida. Acho que a rapaziada está assimilando bem e tem tudo para dar certo”.
 
Com 18 gols pela Macaca nesta temporada, William é um dos postulantes a vaga de capitão do time, mas faz questão de dividir a responsabilidade de liderança com os outros companheiros. “A liderança tem que existir entre todos. Claro que tem um que representa e que vai falar com o árbitro, que fala com a equipe dentro do vestiário. Mas o Carpegiani falou que tem que ter os 18 alí convocados para a partida incentivando e prestando atenção para fazer a leitura do jogo. São esses capitães que o Carpegiani quer dentro de campo”, reforça o jogador, que também vive a expectativa que atuar na Arena Pernambuco.
 
“É diferente. Nós vamos estrear ela pelo Campeonato Brasileiro. É legal entrar em um estádio que vai ser para a Copa e sentir o clima ali. É diferente e estamos muito felizes”, completa William.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS