Ponte treina em dois períodos nessa terça(15); Wellington Paulista relembra gol da vitória diante da Ferroviária e recebe garoto Eduardo, que comemorou junto com o camisa 9 no alambrado do Majestoso

 

PontePress/RodrigoCeregatti

 

A equipe da Ponte Preta realiza treinamentos em dois períodos nesta terça-feira (15). Em ambas as atividades serão feitos trabalhos físicos e técnicos, sob o comando do técnico Alexandro Gallo. E se tem algum atleta que conquistou a confiança do atual treinador da Macaca é Wellington Paulista. Atual camisa 9 e capitão do time, o atacante comemorou ter balançando as redes do Moisés Lucarelli pela primeira vez vestindo a camisa alvinegra.

 

“O meu primeiro gol foi fora de casa. Ainda não tinha feito nenhum gol no Majestoso ainda e pelo calor do jogo e pela forma que foi, já que eu mais armo que finalizo. Se eu não viesse buscar a bola no primeiro lance, não tinha saído o primeiro gol, porque sai para receber do Rhayner e acabei tocando para o Reinaldo. Sabemos que o torcedor é muito mais emotivo, coração, mas é só parar para ver, que vai observar que estou mais ajudando o elenco, procurando fazer minha parte. Eu me movimento bastante, auxiliando minha equipe da melhor maneira possível. Sou um jogador que procura o gol a todo momento, mas logicamente que tem hora que não tem como, pois os atletas que atuam do meu lado são muito agudos em cima da zaga adversária. É só o torcedor se acostumar um pouco comigo, que na hora que sair mais gols a confiança vai aumentar e dará tudo certo”, explica o centroavante, que mesmo em momento difíceis, procura se manter sereno.

 

“Por ser o camisa 9 da equipe, estar jogando e ser o capitão, tenho que demonstrar tranquilidade. Em muito anos jogando bola sei a pressão que vou ter e a função que tenho que fazer. Não posso me abater. Já fiquei em alguns jogos sem fazer gols, já fui para clubes em que logo que cheguei machuquei e fiquei um ano sem marcar e isso não interfere em nada. Logico que como centroavante quero ajudar minha equipe, mas trabalho pela melhoria do time e quero ajudar, buscar as vitórias, mas é só trabalhar que os gols sairão na hora certa”, reforça o artilheiro.

 

E nessa última partida, Wellington comemorou de uma forma especial. Após ter feito o segundo gol, que garantiu a vitória da Macaca, o atleta saiu em disparada em direção ao alambrado e encontrou entre os torcedores que vibraram o garoto Eduardo, de 7 anos. O jovem pontepretano foi ao treino desta segunda-feira e dessa vez pode comemorar sem grandes, junto do atleta.

 

“É legal estar com ele aqui. Ainda mais porque é um torcedor e sabemos das dificuldades que é para eles estarem com um jogador de futebol por perto. O mais importante foi a emoção do final do jogo. Após o gol eu só não tirei a camisa porque lembrei do cartão amarelo. Mas sai correndo para trás do gol e acabei vendo o Eduardo grudado na grande com a família dele vibrando. Aí pensei em parar para comemorar junto porque é torcedor, uma criança e eu estava emocionado na hora. Parei para comemorar com ele e foi legal porque precisávamos da vitória. Não importava como, tínhamos que conquistar estes três pontos para subir mais na tabela e gradativamente essa confiança vai aumentando”, diz Wellington, que revela o quanto gosta de torcedores infantis.

 

“Eu adoto muito o torcedor mirim, porque quando entro com eles de mãos dadas eles vão até o hino nacional perguntando se vou fazer gol, se vou jogar bem, como é que eu estou. Eu vou batendo papo com eles. Muitas crianças me param na rua para tirar foto. Eu tenho três sobrinhos, com 10, 9 e 2 anos, e eles me acompanham e sabem muito de futebol. Eu procuro dar muita atenção, porque além de ser o futuro torcedor da Ponte Preta, é o torcedor que não tem maldade. Torcem por que gostam do time, vibram com a emoção do jogo e isso é o mais importante em uma criança”, ressalta o atleta, que sabe da importância de ter a torcida ao lado durante os 90 minutos.

 

“Se nós virmos o torcedor gritando e nos incentivando até o fim do jogo nos motiva ainda mais. E eles estavam fazendo isso e não desistimos em nenhum minuto. Foi importante para nós para que buscássemos a vitória”, completa.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS