Ponte treina e William quer apoio da torcida para vencer o Flu: faz tempo que não jogamos à tarde e creio que o Moisés vai estar lotado

 
 
Com os dois gols marcados diante do Coritiba, o atacante William chegou a seis marcados no Campeonato Brasileiro da Série A 2013 e encostou na briga pela artilharia da competição, empatado com Alex na vice liderança – atrás apenas de Maxi Biancucchi, que tem sete. Animado para continuar essa disputa, William fala o que espera do próximo jogo pontepretano no campeonato – a Macaca faz na manhã deste sábado o último treino antes da partida de domingo.
 
 
 “O Fluminense está com a cabeça renovada. Eu já trabalhei com o Vanderlei Luxemburgo e ele deve ter dado uma chacoalhada no elenco. Apesar disso, dentro da nossa casa temos a força da nossa torcida. Faz tempo que não jogamos domingo à tarde e creio que o Moisés vai estar lotado. Temos de tudo para fazer um grande jogo e bater o Fluminense. Vimos na quarta que temos condições de jogar de igual para igual com qualquer equipe”, afirma.
 
 
 
Para William, o pouco tempo de preparação entre um jogo e outro não é motivo para lamentações. “Isso é normal no futebol brasileiro. Sabemos que devido ao calendário da Copa das Confederações e da Copa do Mundo no ano que vem vai ser tudo exprimido e temos que lidar com isso. A comissão técnica tem procurado fazer vários tipos de trabalhos para nós aguentarmos essa maratona de jogos. Não temos muito o que fazer, só descansar de um jogo para o outro.”
 
 
O intervalo pequeno entre as partidas também não deixa o artilheiro da Macaca esquecer a derrota para o Coritiba. “Foi um jogo atípico, diferente de todos os outros. Estamos acostumados a ver no Campeonato Brasileiro resultados de 1 a 0, 1 a 1, no máximo 2 a 0, com um nível muito competitivo e de muita pegada. Dessa vez, ninguém esperava esse número de gols”, conta.
 
 
E completa: “Quando viramos no segundo tempo o jogo estava bem controlado, mas levamos a virada novamente. A falta que originou o gol de Alex nós reclamamos muito porque ele não existiu, na verdade foi o Ramirez quem sofreu a falta e isso deu uma desequilibrada na equipe. Tivemos até mais chances de marcar, mas o Coritiba soube aproveitar a boa fase e saiu com o resultado. Mas isso é passado: agora é pensar em vencer o Fluminense.”
 
 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS