Frustração na Total Sul Americana: título não veio e Ponte termina primeira participação em uma competição internacional como vice-campeã

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/DJotaCarvalho

 

O grito que todo torcedor queria dar permaneceu entalado na garganta e deu lugar a uma sensação de frustração. Em um jogo no qual a Ponte jogou um primeiro tempo irreconhecível, o Lanús  venceu a Macaca por 2 a 0. O resultado não era o que ninguém queria ou esperava e, com ele, a Ponte terminou sua primeira participação da história em uma competição internacional como vice-campeã.

A equipe retorna para Campinas ainda nesta madrugada e os atletas devem entrar em férias já no dia de hoje. A reapresentação para o Campeonato Paulista está marcada para o dia 2 de janeiro de 2014.

O jogo

Com Fernando Bob deslocado para o lado esquerdo no lugar de Uendel e Magal compondo o meio, a Ponte Preta teve sua primeira chance logo no minuto inicial, quando Rildo atacou e foi derrubado. Fellipe Bastos cobrou bem e a bola passou pertinho da trave de  Marchesin.  Aos quatro, Fo a vez do Lanús cobrar falta perigosa, que Roberto espalmou para frente.

O time argentino tentava dar cadência ao jogo, e a Ponte marcava e buscava o contrataque.Aos 7, entrada perigosa de Blanco e Roberto defendeu. Aos 8, Elias recebeu trombada da zaga argentina e caiu, mas o árbitro não deu nada. Na sequência Rildo teve boa chance.

Um minuto depois, Gonzalez derrubou Fellipe Bastos e foi advertido pelo árbitro. Pouco depois, Santiago Silva derrubou Fernando Bob –  como fez no Pacaembu, o Lanús começou a abusar das faltas, bem marcadas pelo árbitro chileno. Aos 13, Santiago Silva furou e a Macaca desceu em belo contrataque, que parou em trombada de Leonardo com a zaga do Lanús. O jogo teve que ser parado para o atacante alvinegro receber atendimento médico.

O Lanús armava suas jogadas principalmente pelo lado esquerdo e a Macaca marcava em cima. Aos 18, Velazquez cobrou falta e a bola foi para escanteio. Aos 20, a jogada mais perigosa do Lanús até então, Ayala chutou e a bola passou bem perto do gol de Roberto. Um minuto depois, novo ataque.  

Aos 25, Leonardo perdeu a bola no meio campo e o Lanús fez jogada rápida, abrindo o placar com chute indefensável de Ayala. Lanús, 1 a 0. O jogador tirou a camisa na comemoração e tomou amarelo. Aos 28, Fellipe Bastos levantou na área para Rildo, mas o atacante não alcançou a bola. Logo depois, Artur chutou alto e Marchesin defendeu.

Aos 34, Rildo passou para Artur, que foi derrubado por Somoza, que recebeu amarelo.  Nos minutos finais, o Lanús sufocava a Macaca, impulsionado pela torcida. O técnico Jorginho reclamou da arbitragem por causa da marcação de  e foi expulso de campo aos 45 do primeiro tempo. O jogo teve três minutos de acréscimo e no último deles Blanco subiu sozinho na área e marcou o segundo do Lanús – a bola bateu no pé de Roberto, que se esticou todo pra defender.

No segundo tempo, a Macaca voltou com Adailton no lugar de Magal. Aos cinco, ele o próprio Adailton em bela jogada cruzou para o meio da área, mas a zaga do Lanús tirou. Atrás no placar, a Ponte seguia mais ofensiva, mas o Lanús mantinha o domínio do jogo. Aos nove e meio, susto da Ponte: em boa jogada o time argentino chutou bem mas a zaga alvinegra tirou e, no contrataque, a boa chance de Leonardo acabou com um escorregão no papel laminado que cobria o gramado.

No minuto seguinte, Ferrugem entrou no lugar de Artur. Aos 15, Rildo perdeu a melhor chance da Macaca no jogo. Entrou na área sozinho para cabecear bola alçada, mas não alcançou. Aos 20, Ferrugem fez tabela com Rido, que voltou a bola para oi volante chutar no canto. Marchesin defendeu. No minuto seguinte, Rildo deu lugar a William, na última substituição alvinegra. Aos 22, Adailton roubou a bola, mas foi desarmado pela zaga argentina.

Aos 25, Santiago Silva se jogou em cima de Sacoman e cavou falta, interrompendo lance da Macaca. No minuto seguinte, Roberto fez defesa espetacular em cabeçada de Blanco, salvando a Ponte de tomar o terceiro. Aos 28, Ferrugem e Elias fizeram boa triangulação. O volante deu chute final para a área, mas não acertou o gol.

Aos 37, mais uma grande defesa de Roberto em chute de Gonzalez. Aos 38, Fellipe Bastos tomou amarelo. Aos 42, Ferrugem passou para Elias, que chutou alto para defesa segura de Marchesin. Aos 46, o apito final: 2 a 0,  para tristeza de toda a torcida pontepretana.

Ficha do jogo

Ponte Preta – Roberto, Artur (Ferrugem), César, Sacoman e Fernando Bob; Baraka, Elias, Magal (Adailton )e Fellipe Bastos, Rildo (William) e Leonardo.

Lanús – Maechesin, Arauto, Goltz, Izquierdoz e Velasquez; Gonzalez, Somoza, Ayala e Blanco, Benites e Santiago Silva.

Árbitro: Henrique Osses

Local: La Fortaleza – Lanús (ARG)

Gols: Ayala, aos 25, e Blanco, aos 48 do primeiro tempo. 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS