Ponte Preta só precisa de uma vitória simples para ser campeã do Troféu do Interior

 

O primeiro jogo da final do Troféu do Interior terminou empatado em 0 a 0 entre Ponte Preta e Penapolense. A partida da noite de hoje (12), foi disputada em Penápolis e, apesar das duas equipes terem saído sem gols, fizeram um bom jogo. Agora, a Ponte para ser campeã só precisa de uma vitória simples.

O gol fora de casa não é critério de desempante. Com isso, persistindo a igualdade no próximo confronto, a decisão será por pênaltis.O duelo de volta está marcado para sábado (17), às 18h30, no Moisés Lucarelli, em Campinas.

O Jogo

O primeiro lance de perigo foi do Penapolense, ocasionada por uma interpretação duvidosa do árbitro Paulo César de Oliveira. Aos 7 minutos de jogo, o juiz marcou recuo de bola de Cicinho para Edson Bastos. Na cobrança em dois lances dentro da área, Guaru chutou, mas a bola foi brecada pela defesa alvinegra. No rebote Uendel salvou em cima da linha.

Aos 16 minutos, a equipe da casa voltou a chegar com perigo pelo lado esquerdo. Geuvânio bateu cruzado, e a bola passou pela área da Macaca. Com 21 minutos, a Ponte teve uma boa oportunidade após cruzamento de Chiquinho pelo lado esquerdo. O zagueiro Cléber cabeceou, mas a bola foi por cima do gol.

A Ponte teve a melhor chance do jogo com Ramirez aos 33 minutos. Em bela troca de passes, o peruano recebeu passe de calcanhar de Rildo e tocou encobrindo o goleiro. A bola, porém, subiu muito e passou por cima do gol. Três minutos depois, o Penapolense teve uma cobrança de falta perigosa. Guaru cobrou com perigo e Edson Bastos fez boa defesa.

O segundo tempo começa e o time da casa criou as primeiras oportunidades da etapa final. Aos 3 minutos, Edson Bastos fez boa intervenção após cruzamento vindo do lado esquerdo. Dois minutos depois, Fio rolou para Geuvânio, que sem goleiro finalizou por cima do gol de Edson Bastos.

Aos 30 minutos, o goleiro da Ponte fez excelente defesa, após cabeçada de Magrão que estava bem próximo do arqueiro da Macaca. Cinco minutos depois foi a vez de Val Baiano arriscar de fora da área, mas Edson Bastos novamente fez boa intervenção.

O Penapolense chegou com perigo aos 40 minutos, quando Magrão cabeceou a bola no travessão de Edson Bastos. Sem mais lances de perigo entre as equipes, o placar terminou em 0 a 0.

Ficha Técnica:

Ponte Preta:  Edson Bastos; Cicinho, Cleber, Diego Sacoman e Uendel; Baraka, Alef (Bruno Silva), Ramirez e Chiquinho; Rildo (Everton Santos) e William (Alemão). Treinador: Guto Ferreira.

Penapolense: Marcelo; Luis Felipe, Peres, Gualberto e Alessandro (Biro); Heleno, Liel, Neto (Val Baiano) e Guaru; Fio (Magrão) e Geuvânio. Treinador: Pintado.

 

Data: 12/05/2013, domingo – 19h30

Local: Estádio Municipal Tenente Carriço-SP.

Árbitro: Paulo Cesar de Oliveira

Auxiliares: Fabricio Porfirio de Moura e Alexandre Basilio Vasconcellos

Cartões Amarelos: Alef, William e Bruno Silva (Ponte Preta); Heleno (Penapolense)

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS