Ponte Preta perde para o Água Santa

Foto:PontePress/ÁlvaroJr

 

Em um jogo no qual tomou gol em um lance de infelicidade no primeiro tempo e em uma etapa complementar em que foi o tempo inteiro incentivada pela torcida e lutou até o final, mas não conseguiu marcar, a Ponte Preta foi derrotada por 1 a 0 pelo Água Santa na noite deste sábado (5).

“Temos que encontrar força e ir de cabeça erguida no próximo jogo para tentar a vitória. Vamos buscar confiança nos treinamentos”, destaca o volante Leo Naldi. Com o resultado a Macaca segue com oito pontos, estacionada na quarta posição da série D, e está na 14ª posição geral.

O time do técnico Hélio dos Anjos volta a campo às 18h30 do próximo sábado (12), contra o Corinthians, na casa do adversário.

O jogo

A Ponte chegou ao campo ofensivo pela primeira vez aos dois minutos, com Ribamar, que foi parado com falta. Aos cinco, a Macaca saiu para o ataque mais uma vez em bom lance do atacante, mas ele acabou desarmado.  Na sequência, Matheus Anjos driblou e passou para Léo Santos, que tentou o chute, mas a bola saiu em linha de fundo. Aos sete, Anjos chutou de fora da área, mas não conseguiu fazer o gol.

Aos 12, Léo Santos roubou a bola do adversário e armou um ataque rápido, passando a bola para Fessin.  O meia bateu colocado, da entrada da área, mas a bola acabou subindo e encobriu o gol. Aos 14, nova roubada de bola da Macaca e quase Lucca pegou e balançou as redes, mas a defesa cortou pela lateral.

Aos 18, Leo Naldi tocou para Norberto, que cruzou para Fessin dar boa cabeceada, assustando o goleiro adversário.  No minuto seguinte, Kevin tenta jogada pela esquerda, mas estica demais e bola sai pela linha de fundo. Aos 20, Norberto chapelou o adversário e mandou para Ribamar, mas Jeferson Bahia cortou na hora agá.

Aos 22, o adversário chegou pela primeira vez com perigo no gol alvinegro, com Alex Siva chutando forte de longe, mas Ygor Vinhas defendeu. Aos 27, ataque da Macaca parado na frente da área. Matheus Anjos cobrou e Victor Souza tirou de cabeça. Lucca desviou para o gol, mas Rodrigo Sam tirou em cima da linha. Antes, a bola bateu no braço do defensor oponente, mas no VAR o juiz entendeu que não houve penalidade.

Aos 31, saiu o gol do adversário, com Vinícius roubando a bola em um recuo de bola, tirou Ygor do lance e marcou. 1 a 0. A Ponte foi para cima em busca de empate e aos 32 fez blitz na área, que terminou com Fessin, mesmo caído, tentando chutar, mas a defesa recuperou. Aos 34, Léo Naldi cabeceou, mas a boa saiu pela linha de fundo.

Aos 35, Fessin bateu colocado, no alto, e bola passou pertinho do travessão. Na sequência, Matehus Anjos cobrou escanteio e quase marcou olímpico, com o goleiro adversário furando e a zaga marcando de cabeça. Aos 38, Ribamar bateu de dentro da área e Marcondes bloqueou. Aos 38, o adversário fez um gol impedido, conforme o VAR confirmou, mantendo o placar.

Aos 42, Ribamar chegou ao ataque e bateu cruzado, mas Victor Souza defendeu Aos 49, o juiz apitou o final do primeiro tempo, com o oponente na frente do placar. No segundo tempo, sempre com a torcida cantando muito e incentivando o time das arquibancadas, aos dois Igor Formiga tentou puxar contra-ataque, mas o juiz apitou falta de ataque.

Os três, quase a Ponte empata em duas oportunidades seguidas. Primeiro com um ótimo chute de Lucca, espalmado pelo goleiro. Na sequência, Anjos ficou com a sobra e chutou firme, mas a zaga cortou. Aos oito, bom lance de Fessin, que tabelou com Formiga e chutou, mas a defesa cortou. Anjos ficou com a sobra e mandou para o gol, mas mais uma vez a zaga cortou.

Aos 17, Niltinho tentou jogada pela esquerda, mas foi desarmado por Alex Silva. Aos 18, Lucca tentou finta, mas foi desarmado. Igor Formiga recuperou a bola e ganhou escanteio.  Aos 23, Lucca foi parado com falta. Fessin cobrou direto para o gol, mas o camisa 1 adversário defendeu.

Aos 35, Lucca teve boa chance, invadiu a área e bateu rasteiro. A bola passou perto, mas o juiz já marcava impedimento. Aos 36, João Pedro bateu de longe, mas a bola passou por cima do gol. Aos 41, Igor Formiga fez bom lance com Lucca, recebeu a bola de volta e foi parado com falta, mas o juiz não anotou.

Aos 45, Thiago Oliveira deu chute forte contra o gol adversário, a bola desviou em Lucca e ficou com a zaga, mas o juiz enxergou falta de ataque e parou o lance. Aos 48, João Pedro cobrou escanteio fechado e Marcondes afastou, de cabeça. Aos 51, o juiz apitou o final do primeiro tempo.

Ficha do Jogo

Ponte Preta: Ygor Vinhas; Norberto, Dedé (Marcos Jr), Thiago Oliveira e Kevin (Jean Carlos); Léo Santos, Léo Naldi (João Pedro), Matheus Anjos (Niltinho) e Fessin; Lucca e Ribamar. Técnico: Hélio dos Anjos.

Água Santa: Victor Souza; Alex Silva, Marcondes, Jeferson Bahia e Rhuan (Alyson); Rodrigo Sam, Caique, Lelê e Matheus Oliveira (Vinícius Reis); Dadá Belmonte e Álvaro. Técnico

Gol: No primeiro tempo, Vinicius Reis aos 31.

Arbitragem:  Vinicius Furlan apitou, com os assistentes Luiz Alberto Andrini Nogueira e Alberto Poletto Masseira. O quarto árbitro foi Alester Clauli da Costa Tambelli e o VAR ficou por conta de Matheus Delgado Candançan.

Cartões amarelos: Rodrigo Santos, Caíque (Diadema)

Público Pagante: 2.472

Não Pagante: 170

Público Total: 2.642

Renda: R$ 44.980,00

Jogo válido pela décima rodada do Paulista, disputado no Majestoso

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS