Ponte Preta busca reabilitação diante do Atlético Sorocaba neste sábado (15), fora de casa; Vadão espera uma guerra diante do adversário, que luta contra o rebaixamento

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/VictorHafner

A Ponte Preta entra em campo mais uma vez pelo Campeonato Paulista, neste sábado (15), às 19h30. O adversário da noite é o Atlético Sorocaba, no estádio Walter Ribeiro, em partida válida pela 8ª Rodada da competição. A Ponte está na terceira posição no Grupo C, com 12 pontos ganhos e vem de derrota diante do Ituano. Já o Atlético está na última posição do Grupo A, com dois pontos ganhos, e perdeu para o São Bernardo no jogo passado. Diante da crise do rival de logo mais, o técnico Vadão espera dificuldade.

“Em relação a um adversário que não vem bem, é sempre um jogo perigoso. Eles tomaram algumas atitudes, afastaram jogadores e sempre há uma motivação do time que está lá embaixo em querer ganhar de qualquer jeito. Então nós vamos enfrentar uma guerra, mais uma vez. Temos que estar preparados para isso. Não vencemos o último jogo em casa e vamos tentar trazer estes três pontos fora”, diz o treinador.

Ainda sobre o adversário, Vadão analisa que – apesar de as equipes terem objetivos diferentes na competição – a Ponte tem que pensar no seu futebol e de conquistar a vitória, ainda mais depois do último jogo em que foi superada. “Cada um tem o seu objetivo. O Atlético Sorocaba está com a corda no pescoço, podemos dizer assim. Então ele tem que ganhar para sua sobrevivência. E nós temos que ganhar porque fizemos três vitórias, o que deu aliviada em uma situação que era ruim, mas temos que manter nossa média pensando na classificação, que é a nossa meta”, diz.

Vadão faz um alerta. “Perdemos do Ituano e se começarmos a não somar pontos daqui a pouco vamos lá para baixo novamente. Então isso é muito delicado. Acho que nós é que temos que ter uma postura única, vitoriosa, pensando em vencer, independentemente do adversário. Fizemos isso bem nos três jogos que vencemos e tropeçamos muito mal no último. Temos que ir para Sorocaba jogar bem melhor. Automaticamente, quando jogamos bem, aumentam as chances de vitória”, complementa.

Para o confronto desta noite, o comandante alvinegro pode contar com as voltas de Adrianinho e Bruno Silva, que ainda se recuperam de lesão. “Fiquei mais tranquilo e satisfeito porque o Bruno Silva e o Adrianinho não sentiram as suas lesões no último treinamento. Eles vieram conosco pra Sorocaba e, se persistirem assim, dessa forma, eles saem jogando. Infelizmente tivemos a suspensão do Fernando Bob e do Ferrugem, e o Roberto ainda não se recuperou. Mas a volta dos dois ajuda bastante”, comemora o treinador.

Com a ausência de Ferrugem por suspensão, o comandante da Macaca também deve promover no time titular o lateral-direito Junio. Apesar da pouca idade, o atleta ganhou a confiança do treinador. “Ter desfalques sempre prejudica. Quando você está formando uma equipe é importante manter ela para se ter o conjunto. Mas isso não é um exclusividade  nossa, com as outras equipes isso também acontece”, pontua.

No entanto, o técnico enfatiza que todo o elenco tem de estar bem preparado. “Por exemplo: o Adrianinho não jogou e o time sentiu falta. Não podemos ter isso. O Tchô não foi bem, mas é um jogador que poderia ter ido bem. Cada um que sair por suspensão ou contusão não pode quebrar o time. Por isso todos tem que estar bem preparados, sabendo que a oportunidade vai aparecer. Como apareceu para o Junio, um garoto de 16 anos”, afirma Vadão, que está depositando suas fichas em um bom desempenho do recém-promovido lateral.

“Nas vezes que ele entrou, embora tenha sido pouco tempo, ele mostrou personalidade, pela idade que ele tem. E nós esperamos que ele corresponda amanhã. É uma grande oportunidade que ele tem. Nós não temos nenhuma outra opção melhor e ele nos chamou a atenção não no que diz respeito à sua juventude, mas à maneira como ele se portou pelas oportunidades. É um momento bom para confiarmos nele e ser mais um nessa caminhada ao longo do ano”, completa o técnico.

Quem não puder ir até Sorocaba o ver a Ponte de perto, pode acompanhar o jogo, a partir das 19h30, pelas rádios esportivas de Campinas (FM99,1, AM 870, 1170 e 1270). A partida terá transmissão do Premiere Futebol Clube e relato completo do jogo aqui no site oficial, após o apito final.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS