Ponte perde o dérbi 202 e já tem que virar a chave para enfrentar o Cascavel pela Copa do Brasil

Foto: Alexandre Battibugli/Ag. Paulistão

A Ponte Preta perdeu o dérbi 202, na casa adversária, por 3 a 0, Com o resultado, a Ponte se mantém na terceira colocação da chave D – na classificação geral, a Macaca está na 12ª colocação.

“Tomar gol logo no começo dificultou bastante. A gente entrou desligado e isso não podia ter  acontecido”, lamentou o capitão Lucca. .A Ponte viaja já neste domingo para Cascavel, onde enfrenta o time da casa Às 21h30 de terça-feira pela Copa do Brasil – para seguir na competição, precisa empatar ou vencer o adversário. Pelo Paulista, a Macaca volta a campo no sábado (26) às 18h30, contra o Mirassol na casa do adversário.

O jogo

A Ponte Preta teve a primeira chance aos dois minutos com Pedro Jr, que foi parado no ataque com falta. Aos três, Léo Santos mandou a bola para o ataque, mas Ronaldo Alves cortou de cabeça. Aos cinco, saiu o gol dos donos da casa. Pressionando a saída pintepretana, Júlio César toma bola de Pedro Júnio e passou para Lucão do Break, que chutou rasteiro no cantinho do gol alvinegro, sem que Ygor conseguisse pegar. 1 a 0.

A Ponte se lançou para frente em busca do empate e aos oito, Oito,  Matheus Jesus foi travado por Bruno Silva. Aos dez,  Lucca foi parado com falta na entrada da área. O camisa 9 bateu bem, no canto direito, mas o goleiro adversário defendeu. Aos 13, nova falta em Licca. Fessin cobrou na área, a zaga afastou e Kevin ficou com a sobra, mas a bola ganhou muita força e saiu por cima do gol.

Aos 18, Jean Carlos tentou cruzamento para Lucca em cobrança de lateral, mas bola ficou com Kozlinski. No minuto seguinte, Lucca novamente foi parado com falta.Aos 20, Matheus Jesus tabelou com Pedro Júnior na entrada da área, mas Ronaldo Alves cortou. Aos 23, Jean Carlos saiu para o ataque, mas foi  parado com puxão de camisa.

Aos 24, Léo Naldi lançou na área para Lucca, mas o chute do camisa 9, sem Ângulo, saiu por cima do gol. Aos 26, em lance de ataque do adversário, a bola acabou batendo no braço de André Luiz. Giovanni Augisto cobrou, sem chance de defesa para Ygor. 2 a 0. Aos 35, após cobrança de escanteio ganhado por Fessin, Léo Santos desviou de cabeça, mas o camisa 1 oponente defendeu.

Os 38, Fessin saiu no meio de dois do Guarani e chutou forte,  tirando tinta da trave adversária. Aos 46, Pedro Jr teve bom lance de ataque, for marcado e caiu na área, mas mesmo deitado conseguiu chutar, porém a bola saiu em linha de fundo. O atacante pediu pênalti, mas arbitragem manda seguir. Dois minutos depois, o juiz apitou o final da etapa inicial.

No segundo tempo, Lucca fez o primeiro ataque aos cinco, mas a bola foi cortada em escanteio. Hevin cobrou fechado na segunda trave e Bruno Silva cortou. Aos 11, bom lance de ataque da Macaca, que terminou em escanteio. Kevin cobrou e a zaga cortou, com a sobra ficando para Jean Carlos. O lateral pontepretano arriscou de fora da área, mas Kozlinski defendeu.

Aos 15, Léo Naldi chutou de longe, mas a bola saiu por cima do gol. Aos 23, Yago disputou com Jean Carlos e o juiz marcou novo pênalti para os donos da casa. Diogo Matheus cobrou e fez 3 a 0, aos 25. Aos 32, Matheus Anjos faz boa jogada pela esquerda, cruzou na área e Fessin cabeceou por cima do gol.

Aos 39, Kevin levantou bola na área e Ribamar cabeceou, mas a bola saiu por cima do gol.  Aos 42, Pedrinho foi puxado por Person em lance de ataque. Matheus Anjos cobrou na área e Ribamar mergulhou para cabecear, mas a bola saiu em linha de fundo. Aos 46, Fessin teve chance de diminuir, mas foi parado com falta na área. Lucca cobrou, mas a bola saiu por cima do gol e, na sequência, o juiz apitou o final do jogo.

Ficha do jogo

Ponte Preta – Ygor Vinhas;  Kevin, Thiago Lopes, Léo Santos e Jean Carlos (Matheus Anjos); Matheus Jesus, André Luiz (Ribamar), Léo Naldi, Fessin, Pedro Júnior (Pedrinho)e Lucca. Técnico: Gilson Kleina.

Guarani – Maurício Kozlinski; Diogo Mateus, Ronaldo Alves, Derlan e Matheus Pereira; Bruno Silva, Índio (Vitinho) e Rodrigo Andrade (Yago) ; Giovanni Augusto (Eduardo Person), Júlio César (Maxwell)  e Lucão do Break (Ronald). Técnico: Daniel Paulista.

Gols: No primeiro tempo, Lucão do Break aos cinco e Giovanni Augusto, de pênalti, aos 26. No segundo tempo, Diogo Matheus , de pênalti, aos 26.

Arbitragem: Vinícius Gonçalves Dias Araújo apitou, com os assistentes Alex Ang Ribeiro e Luiz Alberto Andrini Nogueira. Lucas Canetto Bellote foi o quarto árbitro.

Cartões amarelos: André Luiz. Lucca, Pedrinho (Ponte); Eduardo Person, Ronald  (Guarani).

Jogo válido pela oitava rodada do Paulistão, disputado no estádio Brinco de Ouro.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS