Ponte perde na Copa do Brasil e volta todas as atenções para se recuperar no Paulista

Foto: Daniel Malucelli/Cascavel

 

Em partida disputada em Cascavel na noite desta terça-feira, a Ponte Preta perdeu por 1 a 0 para os donos da casa e deu adeus à Copa do Brasil. O time paranaense segue na competição e irá enfrentar o vencedor de Tocantinóplos e Náutico. A Macaca, agora, volta todas as atenções para se recuperar no Campeonato Paulista.

“Sabíamos ada força do Cascavel aqui dentro. Precisamos assumir a responsabilidade e rever conceitos, não podemos nos omitir como um todo. Me sinto hoje muito triste e envergonhado, mas temos que continuar e seguir em frente, pois temos batalhas duras pela frente. Nosso torcedor está chateado com razão, mas  somos um grupo, só a gente pode reverter essa situação”, diz o capitão Lucca.

O jogo

O jogo começou com os donos da casa, que precisavam vencer para permanecer na competição, vindo para cima da Ponte. A Macaca começou marcando firme o adversário e tentando encaixar contra-ataques, o que se tornou a tônica do primeiro tempo.

Aos 11, Pedro Jr teve chance, mas foi desarmado. Aos 13, jogada rápida com André Luiz passando para Lucca, que saiu em velocidade e passou para Pedro Jr. Mas o camisa 11 foi barrado pelo gramado irregular: o atacante tropeçou no morrinho e não conseguiu concluir. A bola ainda ficou com a Ponte, mas a defesa adversária congestionou a área e não houve conclusão.

Aos 19, quase saiu o gol alvinegro. Após escanteio pela esquerda, a bola sobrou para Léo Naldi mandar uma bomba, de fora da área. O goleiro adversário fez boa defesa, espalmando para escanteio. Aos 22, susto: Léo Itaperuna balançou as redes, mas em posição irregular, corretamente anotada pelo juiz, que manteve o 0 a 0 no placar.

Aos 28, a Ponte lançou bola no ataque e o goleiro Douglas saiu da área para dominar. Lucca pressionou e quase pegou a bola, obrigando o camisa 1 oponente a chutar a bola pra frente. Aos 36, o camisa 9 pontepretano puxou contra-ataque, mas foi desarmado no campo de defesa adversário. Aos 41, o Cascavel balançou as redes, mas mais uma vez o lance estava impedido e o gol não valeu.

Aos 43, Fessin fez linda jogada, chapelando William Simões e passando por outros dois adversários. Ele chutou contra o gol adversário e a bola passou pertinho da trave. Mas aos 48 minutos de jogo, no último lance do primeiro tempo, saiu o gol do Cascavel. Robinho cobrou o escanteio e Willian Gomes tentou o chute, mas foi bloqueado pela defesa. Na sobra, Lucas Oliveira ajeitou e Diego Giaretta desviou no alto para o gol, encobrindo Ygor. 1 a 0.

No segundo tempo, a Ponte chegou ao campo adversário em contra-ataque aos quatro minutos, com Lucca passando para Pedro Júnior. O camisa 11 chutou contra o gol, mas a bola pegou muita força e subiu, saindo em linha de fundo.

Aos oito minutos, Matheus Anjos mandou para Lucca na área, mas Lucas Oliveira cortou para o Cascavel. Aos dez, cruzamento da direita para Pedro Júnior mandar de cabeça, mas a bola foi bloqueada. Na sequência, Matheus Anjos fez belo drible e entrou na área pela esquerda, mas chutou sem ângulo e o goleiro adversário defendeu.

Aos 18, a Ponte foi para o ataque e a equipe do Cascavel ficou toda no campo de defesa. Matheus Anjos fez belo drible, mas o juiz marcou falta em Lucca e paralisou o lance. Na cobrança, a bola saiu em linha de fundo. Aos 20, quase saiu o empate: André Luiz passou para Ribamar que, em velocidade, se infiltrou na área e finalizou, mas o goleiro Douglas fez boa defesa.

Aos 25, Kevin passou para Matheus Anjos levantar na área, mas a zaga cortou. Aos 31, após cobrança de falta de Fessin, a Ponte chegou ao gol, mas o juiz enxergou um empurrão de Leo Santos em uma trombada generalizada dentro da área, deu falta e manteve o placar. Aos 34, o Cascavel marcou o segundo, mas mais uma vez a arbitragem anulou, enxergando impedimento dos donos da casa.

Aos 43, o Cascavel parou ataque da Ponte com falta e os atletas de ambos os lados entraram em bate-boca e empurra-empurra, que terminou com a expulsão de Fabrício e de Echeverria. Na cobrança da falta, a bola foi desviada e Lucas Oliveira afastou. Aos 50, o juiz apitou o final do jogo.

 

Ficha do jogo

Ponte Preta: Ygor Vinhas; Kevin, Thiago Lopes, Fabrício e Léo Santos; Léo Naldi (Josiel), André Luiz, Fessin e Thalles (Matheus Anjos); Pedro Júnior (Ribamar) e Lucca. Técnico: Ivo Secchi

Cascavel: Douglas Marques; Mikael Doka (Jamerson), Diego Giaretta, Lucas Oliveira e Wilian Simões; Willian Gomes, França (Echeverría), Robinho e Alex Nemetz (Gama); Léo Itaperuna (Vinicius Balotelli) e Carlos Henrique (Samuel). Técnico: Tcheco.

Gols: Diego Giaretta, aos 48 do primeiro tempo.

Arbitragem: Rodrigo Carvalhaes de Miranda apitou, com Michael Correia e Carlos Henrique Alves de Lima Filho. Elvio Kertelt Legnani foi o quarto árbitro.

Cartões amarelos: Thiago Lopes, Lucca. Leo Naldi (Ponte Preta); França, Diego Giaretta, Vinicius Barlotelli  (Cascavel)

Cartões vermelhos: Fabrício (Ponte), Echeverría (Cascavel)

Jogo válido pela primeira fase da Copa do Brasil, disputado no Estádio Olímpico Regional

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS