Ponte luta e joga de igual para igual, mas é superada pelo Vasco em São Januário

Foto: Daniel Ramalho/Vasco

A Ponte Preta jogou bem no Rio de Janeiro, com mais posse de bola no primeiro e no segundo  tempo, no qual foi bastante ofensiva, mas não conseguiu pontuar em São Januário nesta noite, na qual o Vasco venceu por 1 a 0 em gol de bola parada na etapa inicial. Com o resultado, a Macaca segue com quatro pontos na série B.

A equipe do técnico Hélio dos Anjos volta a campo às 20h30 deste sábado (30), no Majestoso, contra o Brusque.

O jogo

A Ponte chegou ao ataque pela primeira vez antes dos dois minutos, com Echaporã, mas a bola saiu em linha de fundo.  Aos quatro, Pec fez bom ataque pelo Vasco, mas Fábio Sanches tirou para lateral com segurança. Os donos da casa faziam pressão e no minuto seguinte foi a vez de Leo Naldi salvar.

Na sequência, em bom contra-ataque, Danilo Gomes chegou no campo adversário e chutou, mas Alexander defendeu. Aos oito, Lucca avançou pela direita e ganhou escanteio. Danilo Gomes cobrou, a bola foi rebatida e ele mesmo pegou, mas levou falta de Quintero. Artur cobrou, mas a bola pegou muita força e saiu em linha de fundo.

A Ponte começou a trocar passe com mais calma, tentando envolver o adversário. Aos 22, quase saiu o gol da Macaca, com Echaporã fazendo boa jogada e chutando para defesa de soco do goleiro adversário, que se chocou com Danilo Gomes na sequência. Aos 25, mais um lance de velocidade com Lucca lançando para Echaporã, mas o goleiro vascaíno se adiantou e ficou com a bola.

Aos 30, Gabriel Pec pegou bola pelo lado esquerdo e rolou para Figueiredo chutar da marca do pênalti, e Caíque França fez belíssima defesa. Na cobrança de escanteio, porém, os donos da casa marcaram. Na cobrança de Nenê, Figueiredo ajeitou com o pé direito na segunda trave para Raniel fazer 1 a 0.

A Ponte foi para cima e ganhou escanteio na sequência, mas a cobrança de Echaporã saiu muito fechada. No minuto seguinte, o adversário teve sua chance de escanteio, mas Caíque França defendeu. Aos 40, Danilo Gomes fez bela jogada e cruzou para Echaporã, que chutou forte e a bola desviou em Yuri, mas o juiz não deu o escanteio. Aos 43, lançamento para Lucca no ataque, mas o árbitro enxergou impedimento.

Na sequência, Artur cruzou da esquerda e a bola chegava livre para Leo Naldi empatar, mas Alexander saiu do gol para salvar o Vasco.  Aos 46, os donos da casa chegaram ao ataque e Fábio Sanches colocou para escanteio. Após a cobrança, aos 47, o juiz apitou o final da primeira etapa.

O segundo tempo começou com Léo Naldi tomando falta do Vasco logo no primeiro minuto.  Aos três, Norberto passou para Danilo Gomes, que pediu falta, mas o juiz não anotou. O próprio Danilo Gomes tentou complementar, mas a zaga cortou para escanteio. Na cobrança, Fábio Sanchez escorou para Leo Naldi tentar finalizar, mas a zaga vascaína tirou mais uma vez, impedindo o empate.

Aos sete, Léo Naldi desceu pelo meio e chutou contra o gol, mas Alexander defendeu. Na sequência, quase saiu o empate com uma bomba de Danilo Gomes, após rebote em lance de Norberto. Aos dez, Gabriel Venâncio chegou ao campo adversário, mas acabou perdendo a bola para Quintero.

Aos 16, Gabriel Venâncio fez bom ataque, mas foi parado com falta, que o juiz não anotou. No minuto seguinte, Norberto foi parado com falta na entrada da área, com carrinhos simultâneos de Riquelme e Anderson Conceição – que levou amarelo. Lucca cobrou e a bola desviou na barreira, saindo para escanteio. Na cobrança, Fábio Sanches cabeceou, com  a bola foi desviada mais uma vez para escanteio., Danilo Gomes cruzou e Artur cabeceou para fora.

A Ponte pressionava bastante e o Vasco se segurava, inclusive abusando das faltas, como a dada por Riquelme em cima de Léo Naldi aos 23. Na cobrança, a bola chegou para Fábio Sanches cabecear, mas o juiz parou anotando impedimento de Lucca. Aos 27, Norberto cruzou na área e a zaga cortou para escanteio. Norberto levantou no primeiro pau, mas Nenê cortou para a lateral.

Na sequência, Artur levantou bola para Venâncio na área, com a defesa adversária cortando. Aos 29, Ramon desceu rapidamente e ganhou lateral. Aos 35, em busca do empate, Hélio dos Anjos deixou o time ainda mais agressivo tirando o volante Leo Naldi para colocar mais um atacante na equipe, Pedro Jr. Aos 45, bola perigosa do Vasco contra o gol pontepretano, mas Caíque França mandou para escanteio.

Aos 49, Norberto teve chance após lance de Lucca, mas a bola saiu pela linha de fundo. No minuto seguinte, o juiz marcou o final da partida.

Ficha do jogo

Ponte Preta: Caíque França; Norberto, Thiago Oliveira, Fábio Sanches e Artur (Jean Carlos); Amaral (Wallisson), Léo Naldi (Pedro Jr) e Ramon (Matheus Anjos); Echaporã (Gabriel Venâncio), Danilo Gomes e Lucca. Técnico: Hélio dos Anjos.

Vasco: Alexander; Gabriel Dias (Weverton), Quintero, Anderson Conceição e Riquelme (Edimar); Yuri Lara, Andrey dos Santos e Nenê (Palácios); Raniel, Gabriel Pec e Figueiredo (Vinícius). Técnico: Zé Ricardo.

Gol: Raniel, aos 30 do primeiro tempo.

Arbitragem:  Rodolpho Toski Marques apitou, com Carlos Bohn e Rafael Trombeta como assistentes. Alex Gomes Stefano foi o quarto árbitro.

Cartões amarelos: Amaral, Leo Naldi, Wallison (Ponte); Nenê, Anderson Conceição, Riquelme (Vasco)

Partida disputada em São Januário, válida pela quarta rodada da série B de 2022

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS