Ponte enfrenta o XV de Piracicaba

 

Ponte enfrenta o XV de Piracicaba: contra o time da cidade natal onde já foi até goleiro, Guto Ferreira quer garantir lugar entre os quatro primeiros para a segunda fase.
 
Virtualmente garantida no mata-mata, Macaca busca nova vitória para permanecer no topo da tabela nas rodadas finais.
 
A Ponte Preta entra em campo às 16 horas deste sábado contra o XV de Piracicaba como detentora de uma excelente campanha, a melhor de uma primeira fase de Paulista na história alvinegra: defesa menos vazada, quinze jogos de invencibilidade, vice-líder da competição. Mas o time quer mais. Com 33 pontos e virtualmente classificada para a fase de mata-mata do Paulistão, a Macaca quer mais uma vitória hoje para permanecer no topo da tabela – segundo as estatísticas, atingir 36 pontos pode inclusive garantir uma posição entre os quatro primeiros independentemente das próximas três rodadas. 
 
“É um clássico entre dois times centenários e enfrentaremos um adversário que promete ser aguerrido na própria casa, um jogo difícil. Mas vamos com força, para proporcionar grande jogo e trazer um grande resultado a Campinas”, diz o técnico Guto Ferreira, que é nascido em Piracicaba e tem uma história bastante ligada ao adversário de logo mais. Guto não só vendia sorvete nas arquibancadas do estádio piracicabano quando pequeno como começou a carreira no mundo da bola como goleiro do XV. 
 
“É a primeira vez que enfrentarei o XV no Barão, mas comecei lá, nasci e tenho respeito pela cidade. Com certeza na arquibancada haverá amigos e quem torça contra. Mas tenho que ser o mais profissional possível, entender manifestação a favor ou contra e fazer o melhor para a Ponte. Meu coração de piracicabano e de quem tem um carinho pelo XV vai até um limte: hoje sou Ponte Preta e vou lutar até morrer pela Ponte”, enfatiza.
 
Para a partida deste sábado Guto continua sem o lateral Uendel, que se recupera de contusão e é substituído por Renan. Além disso, Edson Bastos tomou o terceiro amarelo contra o Botafogo e será substituído pelo arqueiro Roberto Volpato. O treinador não confirma o time, até porque pode haver outras mudanças em decorrência de desgaste físico.
 
“Ninguém sabia, mas no último jogo, por exemplo, tínhamos quatro atletas em zona de risco de lesão, que se recuperaram e por isso foram pro campo e atuaram bem. Mais uma vez tenho jogadores nesta condição e veremos como estarão antes do jogo, depende até de uma avaliação do DM”, avalia.
 
A partida contra o XV será transmitida pelas rádios esportivas AM de Campinas (870, 1170 e 1270), bem como terá placar ao vivo no site e rede sociais da Ponte Preta. Após o jogo, você confere também aqui no site reportagem sobre o embate.
 
Reforço no treino
 
O treino de ontem, último antes da partida, contou com um reforço especial para o elenco: 40 crianças do projeto Vulcão, de Sumaré, acompanharam o treinamento e torceram muito no “rachão” dos jogadores. “Após um jogo desgastante como o último, isso estimula muito os jogadores. Esses meninos e meninas cantaram, fizeram gritos de guerra e torcida no rachão… e no rchão o bicho pega (rs).  É muito bom pros jogadores absorverem a energia positiva da gurizada e eles, por sua vez, estavam muito felizes de estarem aqui”, diz Guto Ferreira.
 
O zagueiro Ferron concorda. “A alegria das crianças, o fato de estarem aqui realizando o sonho deles – como nós sonhávamos em ser jogadores na idade deles – é muito bacana. Teve hino, cantoria, eles foram o 12º jogador nosso”, diz Ferron, acrescentando que o time dele venceu por 7 a 4.
 
“Pelas minhas contas, o nosso time do rachão está vencendo por 39 a 9. Mas ainda dá para o outro time empatar se o Guto marcar uns amistosos até o fim do campeonato”, brinca.

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS