Ponte enfrenta Gimnasia Y Esgrima nessa quarta (5), no Majestoso, em jogo de ida da 1ª fase da Copa Conmebol Sudamericana 2017

 

Foto: PontePress/FábioLeoni

A Ponte Preta enfrenta a equipe argentina do Gimnasia Y Esgrima, nessa quarta-feira (5), às 19h15, no Moisés Lucarelli. Esse é o jogo de ida, da 1ª fase da Copa Conmebol Sudamericana 2017. A segunda partida, que será disputada em La Plata, será só no dia 9 de maio. O técnico Gilson Kleina não definiu o time titular, mas o pensamento é de colocar o que tem de melhor para a estreia na competição internacional.

 

“Eu penso em colocar força máxima. Claro que eu tenho que respeitar alguns exames e na relação de atletas para a partida, só podemos levar 18 pelo regulamento. Mas estamos tentando colocar a equipe que vem jogando, para termos o conjunto, mais entrosamento, mais confiança para todos e sermos fortes, principalmente dentro de casa”, afirma o treinador, que comenta sobre o adversário.

 

“Vamos enfrentar uma equipe que é a sexta colocada no Campeonato Argentino, de 30 clubes. Jogar contra equipes argentinas requer muita competitividade. Uma equipe que nos últimos cinco jogos fez quatro vitórias, é a segunda defesa menos vazada do Campeonato Argentino e chama atenção a intensidade que eles colocam na marcação no homem da bola. Passei para os atletas que vamos ter que competir e todos tem que estarem legais fisicamente, para não termos problema”, explicou Kleina.

 

 O comandante reforçou sobre ainda não ter definido o time para o confronto. “A preocupação é clínica. Alguns jogadores que não vinham atuando, fizeram três jogos comigo e tiveram desgaste. Estamos nos reservando, fizemos um posicionamento com três atacantes, outros momentos com dois volantes e é aguardar para definir. Importante é que trabalhamos situações, as condições que podemos estar, e mexer o menos possível é a minha ideia. O que queremos é manter um time forte”, ressalta.

 

Kleina ainda destaca o quanto acredita no trabalho do seu elenco e acredita muito que o time pontepretano tem tudo para fazer um grande jogo. “Eu acho que toda competição que a Ponte Preta entrar, nós temos que fazer o nosso melhor. Temos que passar de fase, conquistar, chegar na briga do objetivo e é isso que temos que incutir. E ter um clima de otimismo. Eu vejo que depois do jogo da Sulamericana, nós temos quatro dias e é o suficiente para recuperarmos. Vai ser uma decisão contra o Santos, em que eles virão para cima. Já fazem isso de forma natural, imagina com o resultado adverso. Vamos ter que ter uma mentalidade vencedora e agora é a hora”, enfatiza o técnico, que acrescenta.

 

“É o momento de passar energia, confiança, como eles estão fazendo. E se a cada jogo nós mantivermos essa consistência, essa confiança cresce. Estamos fazendo o dever de casa e temos que ter a postura também fora. E é muito mais fácil criar algum tipo de vantagem no primeiro jogo, como nessa quarta pela Sulamericana, do que resolver a vida na Argentina. Mas se tiver que resolver, também temos que ter essa condição e não ser uma equipe caseira, mas sim copeira. Saber jogar o primeiro e o segundo jogo”, completa.

 

Ingressos

 

O valor da entrada para a arquibancada central é de R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). O Espaço Família (antiga geral, atrás do gol) tem ingressos a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia), e o mesmo valor é praticado para a torcida visitante.

 

Já a arquibancada central descoberta terá 4.500 ingressos disponíveis e a Geral, 3,1 mil (com outros lugares reservados ao TC10+ que preferir ficar ali). Cadeira social/camarote tem valores a R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia).

 

Quem não puder ir ao Majestoso, pode ver a partida pelo Fox Sports 2. Também é possível ouvir pelas rádios FM 99,1, AM 1170 ou 870, e webrádios Alberto César, Macacada Reunida e PonteNews.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS